Colunistas

27 de abril de 2012

Êxodo Rural

29 de março de 2012

Até tu, SESC?

5 de abril de 2011

A arte do desencontro V

28 de fevereiro de 2011

A arte do desencontro IV

17 de fevereiro de 2011

Descaso persiste em Shopping de Itu

20 de dezembro de 2010

Cinquenta anos...e agora?

14 de dezembro de 2010

O menos é mais

1 de dezembro de 2010

Subvertendo o protocolo

23 de novembro de 2010

Nomes proféticos

27 de outubro de 2010

Quando eu ficar bom

21 de outubro de 2010

Aula de musculação grátis

29 de setembro de 2010

Um conto de natal

24 de setembro de 2010

A tarada do elevador

19 de setembro de 2010

Pais e mestres

5 de setembro de 2010

Ah! Os velhos tempos...

31 de agosto de 2010

Eureka

24 de agosto de 2010

Vaidade

21 de agosto de 2010

Milagres corriqueiros

16 de agosto de 2010

A história da maçã

11 de agosto de 2010

Como num sonho

6 de agosto de 2010

Quem é o próximo?

4 de agosto de 2010

As promoções de torpedos

26 de julho de 2010

Eu?

22 de julho de 2010

A pergunta que não quer calar

19 de julho de 2010

Absurdos

13 de julho de 2010

Procura-se um trem

8 de julho de 2010

Swing na festa junina

5 de julho de 2010

Olha a boca menino!

26 de junho de 2010

Será que sonhei?

9 de junho de 2010

Um peixe fora d'água

1 de junho de 2010

Até quando?

28 de maio de 2010

A nova obra viária da cidade

24 de maio de 2010

A vida vai mas vem vindo

14 de maio de 2010

Trotes

30 de abril de 2010

Sequestro relâmpago

23 de abril de 2010

O maior perdão da paróquia

19 de abril de 2010

Chovendo no molhado

15 de abril de 2010

O primeiro beijo

7 de abril de 2010

Tem um gnomo no telhado

2 de abril de 2010

A versão da cigarra

30 de março de 2010

A arte do desencontro III

30 de março de 2010

Carta pro Armando

26 de março de 2010

A arte do desencontro II

23 de março de 2010

A arte do desencontro

20 de março de 2010

O mar profundo

8 de março de 2010

Resolvemos adotar

25 de fevereiro de 2010

Um segundo olhar

O olhar de um nariz

Nando Bolognesi

Nando Bolognesi

Palhaço profissional e na vida. Fez parte do elenco dos Doutores da Alegria de 2001 a 2005. Trabalhou de 2005 a 2008, sempre como palhaço, com usuários de atendimento psiquiátrico. Faz parte do elenco do espetáculo de palhaços Jogando no Quintal.