ponto-turístico-orelhao

Mais de 70 carros participam do Rally do Fofo 2016 em Itu

Publicado: Terça-feira, 20 de dezembro de 2016 por Jéssica Ferrari


Edição contou com seis categorias de provas de regularidade.

Renata Guarnieri/Prefeitura de Itu
Foto
Largada da prova foi em frente a Prefeitura Municipal de Itu

Na manhã quente de 16 de dezembro em Itu, mais de 70 carros partiram para o último compromisso do rali de regularidade na temporada 2016. Foram mais de 140km de prova, sendo 88km de navegação, passando por canaviais, ribanceiras e travessias de rios e pastos. Independente da categoria, a satisfação por ter participado do Rally do Fofo/Robert Hoffmann estava estampada no rosto de cada competidor ao final da prova, quando os competidores chegaram ao Parque Geológico do Varvito. Levar o troféu para casa foi apenas um detalhe, já que a grande missão do evento é confraternizar e ajudar as instituições beneficentes parceiras do evento.

Subiram ao pódio os cinco primeiros colocados de cada categoria, que receberam os troféus das mãos do campeão da Stock Car Ingo Hoffmann. Pela categoria Masters, a vitória ficou com a dupla Marcos Leal/Rodrigo Peternelli, vindos de Juiz de Fora, seguido por Lionardo Almada/Leonardo Martis, em segundo e Jean Paulo Kamil/Cristiano Serpa, em terceiro. Carlos Bevilaqua/Fabiano Bonafe e Fabio Fiorini/Orestes Bachetti completaram o pódio com o quarto e quinto lugar. Os campeões da categoria, viram a prova como um grande desafio. "O evento foi muito legal, a prova estava ótima. Tivemos um errinho na primeira etapa, mas foi um erro de planilha e foi cancelado. Foi um resultado inesperado, mas muito legal estar em primeiro. A prova estava show, uma média gostosa de andar", comemorou Peternelli, o navegador campeão da Masters.

Jose Eduardo Guerra/Marcia Guerra foi a dupla campeã na categoria graduados. O segundo lugar ficou com a dupla Ernesto Kabashima/Maidy Kabashima, os terceiros foram Mariugo Mussi/Andre Luiz, os quartos Jose Carlos Eymael/Claudia Eymael e os quintos Daniel Krabbe/Monica Krabbe. Marcia Guerra, navegadora campeã, ficou surpresa com a prova. "A prova foi bem tocada, para quem falou que estava fácil, não estava. Tinha muito balaio, muita entrada, canavial, e lugares com a média alta. Tivemos um probleminha por causa de alguns PCs cancelados, mas a prova não foi fácil não", analisou Marcia.

Na Turismo, Leonardo Lanziotti/Priscila Nogueira Maciel ficaram com o lugar mais alto do pódio, José Marcos da Silva Junior/Anibal Vieira em segundo, Renato Martins/Regiane Salgado Pagnard em terceiro. Completaram o pódio Eduardo Farhat/Andreia Regina Farhat em quarto e Mauricio Mei/Fernando Abe em quinto. Destinada aos iniciantes, a Turismo Light teve Fabio de Aleixo Melo/Pedro de Aleixo Machado como campeões, Marcelo Nogueira Leite/Mauricio Bordin em segundo e Evaldo Alves/Vanessa Alves em terceiro. O quarto lugar ficou com Sergio Maurano/Adriana Maurano e Suzana Rodrigues/Juliano Rodrigues em quinto.

Pela 4x2, os vencedores foram Will Melo Jr/Carlos Martinatti, com a dupla Gustavo Morais/Wagner Neri em segundo, Cristiane Fernandes/Lucas Guarnieri em terceiro, Duda / Josiane em quarto e Luciana Vinagre/Damon Alencar em quinto. Além de boa pilotagem e boa navegação, os campeões da categoria tiveram que contar com a sorte. "Para vencer um rali é preciso ter três coisas: motivação de fazer, depois determinação de fazer sorte e também muita sorte", disse Will Melo Jr. "A gente fez uma prova muito boa, mas não foi isenta de problemas. Tive problemas porque uso um programa beta da TOTEM, voltou a funcionar antes de largar. Errei no deslocamento, fomos parar 1km fora da prova. Voltamos para a prova faltando 10 segundos pra largar, largamos no tempo. No finalzinho do navegável, tivemos um furo no pneu. Chegamos no neutro e fomos trocar o pneu, o estepe estava murcho. Fomos numa borracharia, o problema era a roda amassada... arrumamos, voltamos para a largada faltando dois minutos para lagar para a segunda etapa", resumiu Carlos Martinatti.

O evento também contou com a categoria Passeio, onde os participantes fizeram um percurso paralelo ao da prova, com o belo cenário da região como plano de fundo.

Para o organizador Marcelo Caiano, da Fofo Esportes, o evento foi um sucesso, mesmo tendo como objetivo ser solidário, poder proporcionar diversão aos competidores também é uma grande satisfação. "A gente busca sempre fazer o melhor em cada edição. Poder proporcionar um momento de festa e diversão para cada um que veio aqui prestigiar o evento e contribuir com uma causa nobre já torna o evento um sucesso para mim. Espero poder repetir o evento e melhorar ainda mais para o ano que vem. Só tenho que agradecer a todos que puderam participar do evento, desde os apoios, competidores e patrocinadores. Eles é quem fazem o evento", disse Caiano.

Rali beneficente

Como a principal missão do evento é ajudar as instituições beneficentes parceiras do evento, todo o lucro do evento será destinado ao Instituto Ingo Hoffmann, de Campinas. Para aumentar ainda mais a ajuda, a Fofo Esportes colocou à venda seu boné comemorativo ao Instituto e também disponibilizou as tradicionais camisetas da instituição.

"O Rally do Fofo é extremamente importante para a ajuda do instituto. Primeiro porque é um evento do meio automobilístico, que é a minha praia. Segundo porque qualquer tipo de arrecadação para nós é extremamente importante, ainda mais nessa época que estamos passando no país, onde tudo acabou diminuindo por conta da crise que o país está atravessando", disse Ingo Hoffmann. "Para mim, em particular, tem mais uma razão que é a homenagem ao meu filho Robert Hoffmann, que faleceu há exatamente um ano. Isso é muito importante. No ano passado era para eu ter participado, mas em função disso eu não pude. Esse ano eu estou aqui para agradecer ao Marcelo Caiano pela iniciativa e poder confraternizar com todo mundo.

No Parque do Varvito, diversas barraquinhas de comida e bebidas foram montadas para receber os competidores, com toda a renda destinada a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Itu e ao Albergue Noturno de Itu.

A ação social ficou por conta do Projeto Ideia Fixa, que completou 15 anos de existência no dia 17. Coordenado pela jornalista Tânia Mara, além da ação envolvendo 100 alunos da rede municipal de Itu, o projeto ainda arrecadou e doou roupas para doar às famílias carentes da cidade.

Confira o resultado das cinco categorias do Rally do Fofo/Robert Hoffmann:

Másters
1- Marcos Leal/Rodrigo Peternelli, 635 pontos
2- Lionardo Almada/Leonardo Martin, 664
3- Jean Paulo Kamil/Cristiano Serpa, 677
4- Carlos Bevilaqua/Fabiano Bonafe, 814
5- Fabio Fiorini/Orestes Bachetti, 819

Graduados
1- Jose Eduardo Guerra/Marcia Guerra, 783 pontos
2- Ernesto Kabashima/Maidy Kabashima, 925
3- Mariugo Mussi/Andre Luiz, 965
4- Jose Carlos Eymael/Claudia Eymael, 1.413
5- Daniel Krabbe/Monica Krabbe, 1.661

Turismo
1- Leonardo Lanziotti/Priscila Nogueira Maciel, 828 pontos
2- Jose Marcos da Silva Junior/Anibal Vieira, 891
3- Renato Martins/Regiane Salgado Pagnard, 904
4- Eduardo Farhat/Andreia Regina Farhat, 1.062
5- Mauricio Mei/Fernando Abe, 1.322

Turismo Light
1- Fabio de Aleixo Melo/Pedro de Aleixo Machado, 4.327 pontos
2- Marcelo Nogueira Leite/Mauricio Bordin, 7.615
3- Evaldo Alves/Vanessa Alves, 8.924
4- Sergio Maurano/Adriana Maurano, 9.393
5- Suzana Rodrigues/Juliano Rodrigues, 9.709

4X2
1- Will Melo Jr/Carlos Martinatti, 966 pontos
2- Gustavo Morais/Wagner Neri, 15.258
3- Cristiane Fernandes/Lucas Guarnieri, 15.544
4- Duda / Josiane, 21.379
5- Luciana Vinagre/Damon Alencar, 30.677

Tags: esportes, velocidade, evento solidário, rally do fofo

  • Comentários