Cooperativa de reciclagem de Porto Feliz pretende expandir coleta

Publicado: Terça-feira, 26 de abril de 2011 por Flávia Gati

O número de cooperados também irá aumentar.

A.I/Prefeitura de Porto Feliz
Foto
Durante o cadastramento, a equipe de cooperados conversou com os moradores sobre as vantagens da coleta para o meio ambiente e os procedimentos para acondicionar os recicláveis

A Cooperativa de Reciclagem Monções de Porto Feliz deu início, no dia 15 de abril, no cadastramento das residências do bairro Jardim Excelsior. O objetivo da cooperativa é aumentar o número de casas cadastradas e o volume da coleta de materiais recicláveis na cidade.

O trabalho marcou a implantação do projeto “Reciclando com Cidadania”, que além de expandir a coleta seletiva por toda a cidade, prevê o aumento no número de cooperados – atualmente são nove pessoas – e gerar mais renda aos participantes.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Social da Prefeitura, Sérgio Murilo Lopes, até o dia 19 já haviam sido cadastradas cerca de 100 casas no novo projeto. “A previsão é dobrar a quantidade de materiais coletados, que hoje está em 15 toneladas por mês”, explicou. “Para isso, precisamos que a população tenha consciência da importância de separar esses materiais”, destacou.

Durante o cadastramento, a equipe de cooperados conversou com os moradores sobre as vantagens da coleta para o meio ambiente e os procedimentos para acondicionar os recicláveis.

A prefeitura mantém uma parceria com o projeto através da Secretária de Desenvolvimento Social e Sustentável. O Governo Municipal cedeu o barracão instalado na Rua Anita Garibaldi, no Jardim Primavera, para a instalação da cooperativa e também disponibiliza um caminhão para a coleta dos recicláveis.

Toda a cidade já é atendida pela Cooperativa Monções, porém os moradores precisam ser cadastrados para ter os materiais recicláveis recolhidos. Quem aderir à iniciativa se compromete a separar papéis, plástico, metais e outros materiais. O cadastramento deve ser feito diretamente na sede da cooperativa, que funciona de segunda a sexta-feira das 8 às 16 horas, na Rua Anita Garibaldi, 694, no Jardim Primavera. Mais informações pelo telefone (15) 3262-1284.

O projeto

O “Reciclando com Cidadania” foi um dos quatro projetos selecionados no ano passado, pelo Ciclo Verde, iniciativa desenvolvida pela empresa Lanxess em parceria com o Governo Municipal que premiou as melhores propostas na área ambiental.

Para implantá-lo, a Cooperativa irá receber R$ 10 mil para a compra de uma empilhadeira manual, uma balança digital, além de sacos específicos para a coleta dos materiais. Gradativamente, o projeto pretende abranger a coleta em toda a área urbana da cidade.

Ciclo Verde

O projeto Ciclo Verde foi voltado para escolas, ONGs, associações de bairro e pessoas com interesse em desenvolver iniciativas ambientais. Além do projeto “Reciclando com Cidadania”, foram premiados os projetos “Oficina dos Sentidos”, que institui uma oficina de reciclagem na Escola Professora Zilda Tomé de Moraes; “Captação e Utilização das Águas Pluviais para Fins Não Potáveis”, da Escola Coronel Esmédio, que propõe a utilização da água da chuva por meio de um sistema de captação e o “Biodigestor Caseiro: Limpo, Prático e Eficiente”, projeto do professor Antonio Santana Galvão que transforma o lixo orgânico residencial em matéria-prima.

A escolha dos projetos aconteceu durante a 10ª Semana do Meio Ambiente por meio de um júri formado por representantes da Lanxess, Prefeitura e convidados da imprensa local, que escolheram as melhores propostas. Entre os critérios de avaliação estavam o impacto ambiental positivo que a proposta pode gerar, o número de pessoas beneficiadas, o efeito educacional e a possibilidade de manutenção do projeto.

Tags: porto feliz, meio ambiente, coleta seletiva, reciclagem, preservação

  • Comentários