Opinião

Publicado: Quinta-feira, 25 de março de 2010

Adriano Meirinho: A hora certa de pedir aumento

Crédito: Arquivo pessoal Adriano Meirinho: A hora certa de pedir aumento
"O primeiro passo é fazer uma autoanálise para identificar quais benefícios reais você traz para empresa"
Quem nunca parou para refletir sobre seu salário? Nós sempre achamos que poderíamos ganhar um pouco mais, mas pedir aumento nunca é algo tão fácil. Se você faz parte da Geração Y, talvez isso não seja exatamente um problema para você, mas o fato é que muita gente tem medo de fazer este pedido ao chefe – seja pelo receio de que ele ache que há uma insatisfação com o trabalho, por medo de receber “não” como resposta ou, até mesmo, por se sentir inseguro em relação ao seu desempenho na empresa.
 
Apesar dos muitos medos que rondam este assunto, pedir aumento de salário não é uma missão impossível – acredite – e pode trazer resultados positivos se for feito do jeito certo, na hora certa. No momento de conversar sobre isso, o mais importante é deixar claros os motivos pelos quais você merece o aumento e estar preparado para a conversa.
 
O primeiro passo é fazer uma autoanálise para identificar quais benefícios reais você traz para empresa e quais metas e resultados já alcançou. É importante também saber quanto o mercado está pagando para profissionais do mesmo nível. Para isso, pesquisas em sites de emprego e jornais ajudam a identificar a faixa salarial de sua área, assim como o valor pago por empresas do mesmo porte. Além disso, programar para utilizar parte do aumento em investimentos de reciclagem profissional sempre conta a favor.
 
Perceber o humor do chefe antes de iniciar a conversa e estar ciente do momento pelo qual sua empresa passa também são aspectos importantes para a preparação do profissional.  É importante verificar se a companhia não está enfrentando nenhuma crise financeira ou se congelou as contratações e promoções momentaneamente, por exemplo. Já os feedbacks recebidos ao longo do ano são bons termômetros de como os gerentes avaliam seus funcionários e podem já ter sido um direcionador quanto às questões relacionadas a aumento de salário da equipe.
 
O pedido de aumento não deve ser levado para o lado pessoal. Usar dívidas particulares como justificativa tende a ser visto negativamente pela empresa e diminui drasticamente as chances de se conseguir o aumento. Comparações com o salário de colegas também não ajudam em nada no momento da argumentação e, principalmente, jamais diga que tem outras propostas de emprego se não for verdade.
 
Profissionais com melhores qualificações são os que, em teoria, mais agregam valor à empresa, portanto, têm mais chances de ganhar um aumento. É preciso buscar constantemente reciclagem profissional, estar atento às práticas de mercado e às novas tendências. Quem traz resultado para a empresa é reconhecido, e, consequentemente, tem facilidade em ser recompensado por isso.
 
Autodesenvolvimento será sempre a chave, tanto para quem quer crescer hierarquicamente quanto para quem visa aumento salarial.
 
Adriano José Meirinho é diretor de comunicação e marketing da Catho Online
Comentários

Ariza Centro Veterinrio