Quartel de Itu

Praça Duque de Caxias, 284 - Centro / SP
Como chegar, by Google Maps

Fone: (11) 4022-1184 / 4022-1284 / 4022-1134

E-mail: comsoc@2gacl.eb.mil.br

Regimento Deodoro

divulgação
Colégio São Luís - Museu do Quartel
Colégio São Luís - Museu do Quartel

Exército Brasileiro, Braço Forte, Mão Amiga

O 2º GAC L - Regimento Deodoro - tem suas origens no Corpo de Artilharia da Bahia, criado em 1625, durante a União Ibérica (Portugal-Espanha). Passou por sucessivas denominações e transformações ao longo de quase três séculos. Foi previsto para se instalar em Itu, por decreto de fevereiro de 1915, com a denominação de 7º Regimento de Artilharia Montada (7º RAM), a ser aquartelado no antigo e tradicional Colégio São Luiz, edifício construído em 1867, pelos padres jesuítas.

Em 20 de janeiro de 1918, com a presença maciça da população ituana, o Pavilhão Nacional foi hasteado pela primeira vez na fachada do Quartel. O Regimento aqui se instalou com um contingente de apenas 29 homens, sob o comando do Tenente Coronel Raphael Clemente Telles Pires, sendo esta a data considerada como aniversário da Unidade.

Em 1919, recebeu a denominação de 4º Regimento de Artilharia Montada (4º RAM), tendo participado da Revolução Constitucionalista de 1932. Em setembro de 1942, quando vivíamos os dias amargos da II Guerra Mundial, o 4º RAM deslocou-se via férrea até o Rio de Janeiro, com o efetivo de guerra do seu 2º Grupo.

Nessa ocasião, escoltado por embarcações e aviões militares, seguiu a bordo do navio Almirante Alexandrino para a cidade de Recife-PE. Em seguida, deslocou-se para Maceió-AL, a fim de cumprir missão de guerra. O Regimento, destacado em Pontal do Coruripe e Porto de Pedras, manteve-se em condições plenas de defender o nosso território e rechaçar o inimigo estrangeiro. Cabe ainda ressaltar que militares do 2º Grupo do 4º RAM embarcaram para a Itália, integrando a Força Expedicionária Brasileira.

Em 1946, o 4º RAM passou a se chamar 2º Regimento de Obuses 105. Dois anos mais tarde, em 1948, recebeu a denominação histórica de Regimento Deodoro, por solicitação da própria comunidade ituana ao Presidente da República. O nome destina-se a homenagear o Marechal Manuel Deodoro da Fonseca, que proclamou a República, pois a cidade de Itu foi um dos berços dos pensamentos republicanos.

O Regimento Deodoro participou ativamente da Revolução Democrática de 31 de março de 1964, deslocando-se até a cidade de Resende/RJ, onde permaneceu em condições de cumprir sua missão. Durante o ano de 1966, passou a denominar-se I/2º Regimento de Obuses 105, voltando à denominação anterior no ano seguinte.

Em 1972, este velho Regimento, teve suas paredes centenárias estremecidas ante o peso das lagartas e a majestade do novo material que constituiria seu equipamento: o Obuseiro Autopropulsado l05mm M 108. Cinco anos mais tarde, em 1977, a Unidade recebeu a denominação de 2º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, ficando-lhe adida a 11ª Bateria de Artilharia Antiaérea.

Em 1º de março de 2005, fruto da reestruturação da Força Terrestre, o Regimento Deodoro foi renomeado como 2º Grupo de Artilharia de Campanha Leve. Seu material passou a ser o moderno e versátil obuseiro Otto Melara, de 105 mm.

Diante de todos esses fatos históricos, pode-se afirmar o quanto é tradicional esta Unidade, tanto no ensino quanto no trabalho militar. Ao longo de sua existência, o Regimento Deodoro tem sido um celeiro na forja do caráter da juventude, que entra pelos seus portões como um aglomerado de homens e deles sai com a formação correta e distinta de Soldado do Exército Brasileiro.

Fonte: Exército Brasileiro