Sustentabilidade

Publicado: Quinta-feira, 22 de março de 2012

Dia da Água em Itu teve Dança Circular no Bosque Alceu Geribello

O evento contou com o apoio da Secretaria do Meio Ambiente.

Crédito: Itu.com.br Dia da Água em Itu teve Dança Circular no Bosque Alceu Geribello
O Bosque Alceu Geribello terá Danças Circulares todas as quintas-feiras, das 10h30 às 11h30

Veja as fotos desta notícia no Flickr

O Dia Internacional da Água foi celebrado em Itu com uma roda de Danças Circulares dentro do Bosque Alceu Geribello. O evento integrou a Semana da Água, que ocorre de 20 a 27 de março na cidade, e contou com o apoio da Secretaria do Meio Ambiente de Itu.

Cerca de 20 pessoas de diferentes idades e experiências entraram na roda, colaborando para que a comemoração fosse realmente especial. Entre os participantes, estiveram a secretária do Meio Ambiente, Patricia Otero, e o vice-prefeito, Josimar Ribeiro.

A roda foi focalizada por Deborah Dubner, que desde 2009, tem levado as Danças Circulares para vários espaços de Itu e região, incluindo escolas, centros educacionais, parques, clínicas e eventos de educação, saúde e meio-ambiente.

“O intuito dessa atividade é promover alegria, bem estar e outras qualidades que ajudam a trazer mais vida e inspiração para o nosso cotidiano. A roda está aberta a qualquer pessoa, com ou sem conhecimento em qualquer tipo de dança, porque a proposta é exatamente essa: trazer profundidade através da simplicidade. Estão todos convidados”, avisa a focalizadora.

As Danças Circulares ocorrerão todas as quintas-feiras no Bosque Alceu Geribello, das 10h30 às 11h30.

Danças Circulares

O principal enfoque na Dança Circular não é a técnica e sim o sentimento de união de grupo, o espírito comunitário que se instala a partir do momento em que todos, de mãos dadas, apoiam e auxiliam os companheiros. Assim, ela é indicada para pessoas de qualquer idade, raça ou profissão, auxiliando o indivíduo a tomar consciência e cuidar de seu corpo físico, acalmar seu emocional, trabalhar sua concentração e memória, além de entrar em contato com uma linguagem simbólica.

Dançar em roda é uma das práticas mais antigas da humanidade. As Danças Circulares Sagradas, ou Danças dos Povos, resgatam essa prática ancestral, através de músicas e danças regionais e folclóricas dos diversos povos, conectando as pessoas de forma lúdica e harmoniosa. As danças podem ser simples e de fácil aprendizado, não tendo necessidade de experiência anterior para participar desses círculos.

O movimento intitulado Danças Circulares Sagradas nasceu com o coreógrafo alemão/polonês Bernhard Wosien quando, em 1976, visitou a Comunidade de Findhorn, no norte da Escócia e pôde ensinar, pela primeira vez, uma coletânea de Danças Folclóricas para os residentes. De Findhorn até os dias atuais é notável a expansão das Danças Circulares, que no início da década de 90, chegaram ao Brasil e se espalharam formando rodas em parques, escolas, universidades, hospitais, órgãos públicos, ongs, instituições e empresas dos mais variados segmentos.
A atividade é recomendada para aliviar estresse e promove em poucos minutos de dança uma sensação de bem estar, alegria e relaxamento. Ao mesmo tempo em que pode ser vista apenas como uma atividade lúdica e de lazer, é também um exercício que traz profundidade e espiritualidade, gerando um sentimento de esperança e conexão.

Sobre a focalizadora

Deborah Dubner é psicóloga (PUC-SP) e focalizadora formada pela TRIOM (2009), totalizando 140 horas. É Especialista em Danças Circulares pela Unipaz Campinas/ Faculdade Campos Eliseos – SP (2011). Tem experiência com Danças Circulares na área de educação, saúde, cultura e promoção social, atuando com diversos públicos para treinamento, promoção da saúde e bem estar, desenvolvimento pessoal e integração de grupos. Atua como focalizadora de Danças Circulares desde 2009, nas áreas de educação, meio ambiente, saúde, cultura e promoção social com crianças, jovens e adultos.

Bosque Alceu Geribello

O charmoso Bosque Alceu Geribello localiza-se no Bairro Brasil e é também um Centro de Educação Ambiental destinado a todas as pessoas que buscam espaços que privilegiam natureza, qualidade de vida e ações sócio-ambientais. O local é palco de várias atividades que envolvem cultura, educação, saúde e lazer. Inaugurado em 1964, tornou-se propriedade pública através de uma Lei Municipal e conta atualmente com uma pista para caminhada, biblioteca ambiental, serviço de Wi-Fi gratuito e mesas para piquenique, tudo rodeado de muito verde.

Serviço

Roda Semanal de Danças Circulares
Focalizadora: Deborah Dubner
Data/Hora: todas as quintas-feiras, das 10h30 às 11h30, a partir de 22 de março (Dia Mundial da Água)
Local: Bosque Alceu Geribello - Rua Niterói, 133 - Bairro Brasil
Mais informações: (11) 4023-2711 (Secretaria do Meio Ambiente) ou pelo email deborah@itu.com.br 

Leia mais: www.rodavida.com.br

Comentários