ponto-turístico-estradaparque

Competição Latina da 6ª Mostra Ecofalante abre inscrições

Publicado: Sexta-feira, 2 de dezembro de 2016 por Jéssica Ferrari


Filmes devem tratar de temáticas socioambientais.

Estão abertas as inscrições para a Competição Latino-Americana da 6ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. Os filmes poderão ser inscritos até 15 de janeiro de 2017. Serão aceitas obras latino-americanas e caribenhas, finalizadas a partir de 2015, sem restrições quanto a gênero ou duração.

Os filmes devem tratar de temáticas socioambientais como: energia, água, mudanças climáticas, consumo, cidades, povos e lugares, ativismo ambiental, resíduos sólidos, contaminação ou poluição, políticas públicas, mobilidade, alimentação, economia verde, globalização, vida selvagem, desenvolvimento sustentável, entre outras.

Os filmes selecionados concorrerão nas categorias:
Melhor Longa-Metragem Pelo Júri (filmes a partir de 60 minutos), com prêmio de R$15.000,00
Melhor Curta-Metragem Pelo Júri (filmes de até 59 minutos), com prêmio de R$5.000,00
Melhor Filme Pelo Público
A critério do júri, poderão ser concedidas menções honrosas.

A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é um evento anual que contribui para a difusão de importantes e premiadas obras cinematográficas raras ao público brasileiro. Através de filmes e debates, a Mostra amplia e enriquece discussões ambientais que envolvem a totalidade de nossa sociedade.
A 6ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é gratuita e será realizada em São Paulo, Brasil, em Junho de 2017.

Foram premiados sete filmes na Competição Latina da 5ª Mostra Ecofalante, que aconteceu em julho de 2016, também na capital paulista. Pela escolha do júri venceram “Jaci: Sete Pecados de uma Obra Amazônica” (Brasil), de Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, na categoria longa-metragem, e “Feito Torto pra Ficar Direito” (Brasil), de Bhig Villas Bôas, na categoria de curta. O júri concedeu também menções honrosas às produções “Dauna: O que o Rio Leva” (Venezuela), de Mario Crespo; “Ameaçados” (Brasil), de Julia Mariano; e “Sucata” (Uruguai), de Walter Tournier.

Pelo voto do público foram premiados o longa “Sunú” (México), de Teresa Camou, e o curta “O Homem do Saco” (Brasil), de Carol Wachockier, Felipe Kfouri e Rafael Halpern.

Desde sua primeira edição, a Competição Latina já premiou obras da Argentina, Brasil, México, Uruguai e Venezuela, e selecionadas obras de Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru.

Todos os filmes inscritos serão analisados pela comissão de seleção da mostra. Os critérios de seleção terão como base as qualidades artísticas, técnicas e a relevância temática da obra. A escolha da comissão de seleção é soberana, não cabendo recurso.

A Seleção Oficial da Competição Latino-Americana será divulgada no site do festival em maio de 2016, quando todos os responsáveis pelas inscrições serão notificados via e-mail.

O regulamento, formulário de inscrição e outras informações estarão disponíveis no site da Mostra a partir do dia 15/11: www.ecofalante.org.br/mostra
 
Sobre a Mostra Ecofalante

Desde sua primeira edição, em 2012, a Mostra já mobilizou 110 mil pessoas, exibindo 333 filmes em mais de 140 espaços em 21 cidades. Foram promovidos mais de 250 debates. Além da Mostra principal, que acontece na capital paulista, uma versão pocket da programação itinera por cidades do interior do estado de São Paulo no segundo semestre, levando a reflexão e o debate a vários espaços.

Além da competição, a programação conta com a Mostra Contemporânea Internacional (não competitiva) que apresenta os mais novos filmes dos principais festivais de cinema e documentário do mundo. O evento também traz o Panorama Histórico, com filmes clássicos de diretores renomados que nos oferecem um outro olhar para a questão ambiental; Homenagem a um nome de relevância histórica para o cinema ou meio ambiente; Mostra Escola voltada para crianças e adolescentes; Circuito Universitário que leva filmes e debates para dentro da sala de aula; e Concurso Curta Ecofalante, que seleciona, exibe e premia filmes feitos por estudantes.

Em todas as noites do evento, a Mostra promove debates que partem dos filmes exibidos e contam com a participação de especialistas, pesquisadores, críticos e convidados especiais – diretores e produtores nacionais e internacionais – que também acompanham as sessões de seus filmes para conversas com o público.
O festival é organizado pela Ecofalante, uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo a educação para o desenvolvimento sustentável.

Tags: cinema, meio ambiente, filmes, cinema ambiental, mostra ecofalante

  • Comentários