ponto-turístico-estradaparque

Rugby: agressividade com respeito e disciplina

Publicado: Sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 por Camila Bertolazzi


Conheça o esporte que está conquistando os ituanos!

Por Camila Bertolazzi

Surgido em 1823 na Inglaterra, o Rugby é o segundo esporte coletivo mais popular no mundo, perdendo apenas para o futebol. Praticado em mais de cem países, o esporte preza a disciplina e o envolvimento de seus jogadores, tornando a coletividade muito mais importante do que o individual e exigindo confiança entre os membros do time. “Diferente do que é visto no futebol, existe um respeito muito grande dentro de campo. A disciplina é essencial”, conta Victor Augusto de Almeida Vieira, um dos fundadores da equipe de rugby de Itu.
 


Apesar do contato físico constante, a agressividade é superficial. Para que nada muito grave aconteça, os choques durante a partida são treinados exaustivamente, mantendo a imagem de cordialidade e educação. O capitão da equipe ituana, Gustavo Profeta, conta que foi incentivado a praticar rugby pelo irmão mais velho, mas sempre ficou com receio de se machucar, pois achava que o esporte era sinônimo de pancadaria. “Hoje vejo que não é somente um esporte de força e impacto, mas principalmente um esporte que visa à unidade e não a individualidade”, afirma.
 
Esse pensamento é tão forte entre eles que também passou a ser transmitido através do lema escolhido pela equipe de Itu: Eu corro, nós corremos; eu marco, nós marcamos; eu defendo, nós defendemos; eu pontuo, nós pontuamos. “Eu era uma pessoa e me tornei outra. Através do rugby eu criei laços fraternos e comecei a confiar e a respeitar mais as pessoas, e me disciplinei”, conta Victor Augusto.
 
O espírito do rugby é uma doutrina para seus praticantes. Os jogadores costumam dizer que o esporte é praticado por um grupo de trinta pessoas, que se dividem em dois grupos de quinze. “Fora do campo, não há lugar para rivalidades e atitudes antiesportivas”, salienta Victor Augusto. Prova disso é o tradicional “Terceiro Tempo”, um momento de confraternização organizado pelo time da casa no final do jogo; onde as disputas são deixadas de lado para celebrar a amizade e o gosto em comum pelo esporte. Conheça outras curiosidades do esporte!
 
A importância do rugby
 
A Copa do Mundo de Rugby é o principal evento entre seleções. Disputada a cada quatro anos, trata-se do terceiro evento esportivo mais visto no planeta, ficando atrás apenas da Copa do Mundo de Futebol e dos Jogos Olímpicos. O próximo mundial será 2011, na Nova Zelândia.
 
Recentemente, o Rugby tem tomado grandes proporções no Brasil. Se antes clubes tradicionais concentravam-se nas capitais, hoje cada vez mais cidades têm seus representantes. Diz a lenda que Itu teve o segundo time de rugby do Brasil, disputado pelos soldados no Quartel. As disputas se organizam em campeonatos estaduais e nacionais, além do tradicional campeonato universitário.
 
Apesar do maior interesse da população pelo esporte, ainda é impossível se sustentar do rugby no Brasil, com exceção dos profissionais. “Os jogadores da seleção têm bolsa atleta, mas são os únicos no país. Mesmo assim, muitos esportistas precisam pagar do próprio bolso para poder disputar um campeonato fora do Brasil”, afirma Allan Roosch Lara Silva, da equipe ituana.

Regras básicas do rugby
 
Num primeiro momento os nomes, conceitos e regras do rugby nos parecem assustadores. Mas com o tempo e a prática, palavras como Scrum, Forward Pass e Lineout tornam-se parte do nosso vocabulário.
 
O jogo é disputado por 30 atletas divididos em duas equipes que tentam conduzir a bola até que a mesma ultrapasse a linha final do campo adversário, marcando um Try ou, como chamado em português, Ensaio. Saiba como é marcada a pontuação no rugby! Cada jogador tem posições, funções e características físicas diferentes, e são classificados de acordo com seu físico predominante: os FORWARDS são geralmente mais pesados e fortes e os BACKS são mais leves e velozes.
 
O passe é uma habilidade aparentemente primária, mas é um procedimento fundamental para o desenvolvimento do rugby. O jogo é baseado em duas concepções: uma delas é a regra da não permissão do passe para frente e a outra é o conquista dinâmica de área no campo. O jogador pode correr e driblar segurando a bola em suas mãos, além de chutá-la para frente. A velocidade e precisão dos passes são um dos principais determinantes do ritmo e da tática do jogo.

Tags: rugby

Fotos

  • Comentários