ponto-turístico-estradaparque

Aeromodelismo, levantando vôo no Brasil

Publicado: Quarta-feira, 27 de junho de 2007 por Camila Bertolazzi


Conheça tudo sobre a arte de voar com os pés no chão!

Camila Bertolazzi / www.itu.com.br
Foto
A modalidade Jato é uma das praticadas na categoria Rádio Controle
Por Camila Bertolazzi e Lilian de Araujo Sartório
 
“Prepare-se para conhecer o fantástico mundo de voar... com os pés no chão”!

Aeromodelismo é a construção de modelos, em escala reduzida, de estruturas aeronáuticas e aeroespaciais (aviões, balões, foguetes e helicópteros). Dentro desse esporte existem várias categorias. As principais são o RC (Rádio Controlado) – em que o aeromodelo é controlado por meio de um rádio de controle remoto (veja alguns modelos!); o Vôo livre - o aeromodelo, depois de lançado, não sofre mais nenhuma interferência por parte do aeromodelista; e o VCC (Vôo Circular Controlado) – na qual o aeromodelo fica ligado ao aeromodelista por meio de cabos
 
O Aeromodelismo, desde que surgiu em 1871, cativa jovens e adultos, pois oferece grandes desafios. Para alguns, que optam por construir seu próprio voador, se familiarizam com a tecnologia dos motores, com o trabalho que envolve a madeira e os metais, ou mesmo com a dúvida entre optar por fibra ou balsa. E depois, é claro, há a pintura e as inesgotáveis tecnologias.
 
Projetar, desenhar e construir a sua própria máquina voadora para depois fazê-la voar através do céu é muito mais do que um hobby. O Aeromodelismo desenvolve a habilidade manual e estimula o interesse pelos assuntos relativos à Aviação, através da aplicação prática de idéias e teorias baseadas na técnica aeronáutica.
 
Para Celso Dessanti, dono de uma loja de modelismo, o verdadeiro aeromodelista é aquele que constrói seu próprio aeromodelo. “Atualmente como a diferença de preço entre comprar o avião pronto e construir é muito pequena, as pessoas optam pelo mais fácil”. E completa: “Existem dois tipos de hobbies, aquele que gosta de construir e aquele que gosta de voar”.
 
O aeromodelismo é ainda uma excelente atividade educativa ao exigir perseverança, precisão, raciocínio, método e camaradagem. O aeromodelismo, seja como hobby ou modalidade de competição, proporciona aos seus praticantes diversão e uma oportunidade de ampliar seus conhecimentos. 
 
O aeromodelismo pode assumir as proporções que você desejar. Pode permanecer simples e modesto ou consumir muito tempo, esforço e dinheiro. Pode ser uma forma de convívio social, uma oportunidade de participar de competições ou apenas um divertimento. Não há absolutamente nada de errado nisso. Só não se esqueça de que os problemas acontecem com muita freqüência no início da aprendizagem. Não desanime e, leia agora algumas dicas para os iniciantes no esporte!
 
O Aeromodelismo tornou-se nos últimos anos um verdadeiro esporte com milhões de praticantes no mundo todo. O esporte, que chegou ao Brasil por volta da década de 30, tem um calendário exclusivo, que engloba campeonatos regionais, estaduais e até mesmo brasileiro, que acontece de dois em dois anos, todos registrados pela COBRA (Confederação Brasileira de Aeromodelismo). Confira a agenda dos eventos já marcados até o final de 2007!
 
De acordo com o instrutor e construtor de aeromodelos, Marcos Rodrigues, 99% das pessoas que praticam o aeromodelismo não competem. “No Brasil existem poucas competições, a maioria dos eventos do calendário são encontros entre os amantes do esporte”, explica Rodrigues.
 
Dentro desse 1% que compete, encontram-se Rodrigo Foltran, campeão brasileiro de acrobacia, e Mário Sérgio, campeão brasileiro de planadores, ambos são associados ao AIA (Associação Ituana de Aeromodelismo).
 
Celso Dessanti, atual presidente da AIA, contou para a equipe do site www.itu.com.br, que a idéia de criar uma associação de aeromodelismo surgiu há uns 15 anos. “O esporte ficou tão conhecido e praticado, que não tínhamos mais pistas disponíveis em São Paulo. Então eu tive a idéia de vir para Itu”. No início, a área de treinamento era no terreno do quartel (em frente o Sesi), e atualmente os mais de 70 associados treinam e se divertem na atual sede da AIA – um terreno do lado do Condomínio Santo Antônio. Conheça também alguns clubes e associações de aeromodelismo do Brasil!
 
Entre os associados, o ituano Matheus Boni de 18 anos. Matheus, que voa desde os 7 anos, sempre praticou a categoria Rádio Controlado. “Meu pai sempre gostou de aeromodelismo e quando essa prática chegou a Itu, ficou tudo mais fácil”. E completa: “Eu herdei essa paixão do meu pai”.
 
De acordo com o experiente Celso Dessanti, existem duas grandes dificuldades para um iniciante de aeromodelismo: o custo e a falta de espaço. O valor inicial para ter um aeromodelo é R$1.500. Celso explica que o preço é elevado porque 90% dos aeromodelos são importados. “As peças ou até mesmo os equipamentos prontos entram no país na lista de brinquedos e não como um material esportivo, o que aumen

Tags: aeromodelismo