Economia & Negócios

Publicado: Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Rodrigo Ventre fará palestra em Itu sobre gestão do dinheiro

Rodrigo Ventre fará palestra em Itu sobre gestão do dinheiro
Rodrigo Ventre

Empresário, consultor de pessoas e negócios, Rodrigo Ventre estará em Itu no dia 14 de março (terça-feira), ministrando a palestra “A gestão do dinheiro à luz da antroposofia”. O encontro acontece às 19h30, no auditório do Sincomércio e tem entrada gratuita.

O evento é realizado pelo Grupo de Estudos de Antroposofia – Itu, com apoio do Itu.com.br e do Sincomércio.

Em entrevista ao portal Itu.com.br, Ventre fala sobre os temas que serão abordados em sua palestra, enfatizando a visão antroposófica do dinheiro. Confira:

Itu.com.br - Como você vê a relação do ser humano com o dinheiro?
Rodrigo Ventre - Lidar de forma consciente com o dinheiro é uma arte e um desafio. Vivemos em uma cultura onde o planejamento financeiro e o diálogo sobre o dinheiro ainda são assuntos novos. Quem teve a matéria educação financeira na escola? Ou até mesmo na faculdade? Muitas vezes, vivemos inconscientes e aprisionados na nossa relação com o dinheiro. Possuímos crenças limitantes em relação à riqueza e à economia. Formamos um conjunto de crenças que podem nos levar a acreditar que felicidade e dinheiro são excludentes, assim como riqueza e honestidade, ou dinheiro e espiritualidade. Fomos acostumados a perceber a nossa vida econômica de forma desintegrada da vida como um todo. Vivemos hoje no mundo uma crise econômica ainda não resolvida, nem em suas verdadeiras causas e nem mesmo nos seus efeitos para a própria economia, ecologia, para a vida social e cultural.

Itu.com.br - Qual é o papel do dinheiro na vida contemporânea?
Rodrigo Ventre - Vamos olhar este assunto do dinheiro um pouco mais de perto, a partir das lentes da nossa própria vida. Existem dois aspectos essenciais quando o assunto é o dinheiro em nossas vidas. O primeiro refere-se aos assuntos concretos e cotidianos das finanças, a conta corrente, contas a pagar, valores a receber, dívidas etc.. O segundo aspecto trata do lado psicológico e emocional da nossa relação com o dinheiro, do papel e do significado que o dinheiro tem em nossa história e em nossa vida. Este papel fundamental que o dinheiro tem na vida contemporânea ainda é pouco explorado e compreendido. Pense no seguinte: quantas vezes por dia você pensa no “dinheiro”, na sua vida financeira, talvez preocupações, algo que conquistou e lhe trouxe alegria e satisfação, coisas que gostaria de ter ou fazer e que ainda não pôde, uma pessoa que gostaria de ajudar, enfim, quando o assunto é dinheiro as possibilidades parecem infinitas no que se refere às nossas necessidades, desejos e vontades.

Itu.com.br - E em nossa vida, o que representa o dinheiro?
Rodrigo Ventre - Conversamos bastante sobre o dinheiro, especialmente quando se trata dele fora de nós, na vida alheia, o dinheiro no governo, nos indignamos com a corrupção e as injustiças. Falamos também sobre o dinheiro do outro, sobre a ganância e mesquinhez alheias. E quantas vezes pensamos sobre a nossa relação com o dinheiro? Você já pensou sobre isto? Já refletiu sobre o verdadeiro papel do dinheiro na sua história de vida? Já pensou qual era a forma ou o modelo de lidar com o dinheiro que seus pais tinham? E o modelo, a lógica que você usa para tomar decisões econômicas na sua vida?

Itu.com.br - Aproveitando o gancho, qual a ligação do dinheiro com nossos antepassados?
Rodrigo Ventre - Toda a nossa história, da nossa família, dos nossos pais e de toda a humanidade nos últimos milênios está intimamente ligada a este elemento, o dinheiro, que ora é tão desejado e ora até odiado. Quanto de alegrias, conflitos, guerras, privações, obras sociais, abundância, frustrações e sonhos ocorrem ou deixam de ocorrer por meio dele. Algumas vezes tive a grata oportunidade de ajudar famílias, casais e empresas a lidar com diversas situações de conflitos em relação ao dinheiro. Esses conflitos costumam “sangrar” no sentido metafórico e até mesmo literal da palavra. Aprendi a perceber que quando tocamos neste tema, tocamos normalmente em algo mais profundo.

Itu.com.br - Por que falar sobre dinheiro ainda é um tabu para as pessoas e gera tantas discussões?
Rodrigo Ventre - Realmente, em muitas famílias e empresas este assunto do dinheiro ainda é um tabu. Quem nunca se alterou ou se estressou com assuntos econômicos? Quem nunca teve conflitos internos ou com outras pessoas devido às questões financeiras? Por que será que isto ocorre? Por que será que muitas vezes nem mesmo os casais e famílias costumam conversar abertamente sobre suas finanças e a vida econômica? Por que para muitos este é um assunto estressante e até mesmo dolorido? Estudos revelam que a causa central de 70% das separações conjugais está relacionada com questões financeiras. É como uma ferida que carregamos em nossa alma, uma ferida psicológica, nossa e de toda a humanidade. Agora, esta ferida pode e já está sendo curada, através do desenvolvimento de uma nova relação nossa com o dinheiro, na qual reconhecemos o dinheiro como um facilitador de nossos sonhos, desejos e projetos.

Itu.com.br - O que Rudolf Steiner, fundador da antroposofia, fala sobre o dinheiro?
Rodrigo Ventre - Nós últimos doze anos eu me dediquei intensamente ao tema da economia à luz da antroposofia, trabalhando com indivíduos, famílias e organizações. Quanto mais eu me aprofundei neste tema, mais eu cheguei a uma ideia que Rudolf Steiner chama de “a trimembração do organismo social”. A princípio este nome pode soar estranho. Mas no fundo hoje vejo claramente que esta ideia da trimembração está presente em nosso cotidiano muito mais do que às vezes imaginamos. Em suma ele aborda a Economia de maneira inédita, vinculada à um conceito completamente novo e que, certamente, transformará nossas relações econômicas no presente e no futuro. Mas sobre isto poderemos conversar mais na palestra que darei.



Atualmente, paralelo ao trabalho de consultoria, Ventre é CEO do Grupo Eppo e participa de conselhos de organizações privadas e do terceiro setor. Formado em Engenharia Civil pela Mackenzie-SP, fez parte do Programa para Empreendedores – Goetheanum / Suíça e do Curso Empreendedor em Economia Associativa – L’Aubier / Suíça. Formou-se como Consultor pela Adigo. Possui cursos e estudos em diversas áreas da Antroposofia, Desenvolvimento Humano e Social, Economia, Finanças, Fases da Vida, Ética, Responsabilidade Social e Filosofia.

Serviço:
“A gestão do dinheiro à luz da Antroposofia”
Dia: 14/03/17 – terça-feira
Horário: 19h30 – ENTRADA FRANCA
Local: Sincomércio – Itu
Rua Maestro José Vitório, 137, Centro
Realização: Grupo de Estudo de Antroposofia
Apoio: Itu.com.br e Sincomércio

Comentários