ponto-turístico-casaimperial

Dança do Ventre: mistério e sensualidade

Publicado: Quinta-feira, 4 de setembro de 2008 por Keity Finotti

Saiba mais sobre esta arte milenar que atrai e seduz.

Keity Finotti / www.itu.com.br
Parte de uma coreografia de Dança do Ventre
por Keity Finotti
 
Em qualquer experiência, há quem acredite ser um patinho feio que nem vislumbra se transformar em cisne algum dia. Porém, tudo é uma questão de criar coragem e experimentar. A Dança do Ventre está repleta de exemplos assim, conforme conta a professora Érica Paulina Flor, que pratica esta arte há quatro anos e dá aulas particulares e em uma academia de Itu. (Confira os locais que oferecem Dança do Ventre em Itu!)
 
De acordo com Érica, a maior satisfação para as professoras é ver suas alunas se transformarem na busca pela feminilidade. “A princípio, as alunas se acham desajeitadas, patinhos feios. Mas com o tempo, desenhando-se a si próprias, elas passam a reconhecer cada parte do seu corpo, encontram sua feminilidade e se tornam mais seguras de sua capacidade.”
 
A Dança do Ventre não tem origem oficial. O que se sabe é que ela nasceu com o propósito de cultuar a Grande Deusa e estimular a fertilidade. (Saiba mais sobre sua origem!)  Portanto, sua natureza e vocação é voltada para as mulheres, trazendo-lhes feminilidade e sensualidade. Os movimentos são de contração, ondulação e vibração abdominal e podem ajudar a aliviar dores menstruais e preparar os músculos para o trabalho de parto. Conheça os benefícios da Dança do Ventre.
 
Os motivos que levam uma mulher a querer aprender Dança do Ventre são muitos: prazer, sedução, sensualidade, saúde e desenvolvimento de novas habilidades. Para Maria do Carmo Napoli, a dança ajudou a melhorar sua coordenação motora. “Eu pratico a Dança do Ventre há dois anos e comecei a dançar porque gosto muito de música”, conta a aluna de 52 anos.
 
No Brasil, a primeira geração de bailarinas de Dança do Ventre nasceu na década de 1970. Mas a prática se espalhou a partir de 2001, com a novela O Clone, transmitida pela Rede Globo, que fez com que a Dança do Ventre estourasse em todo o país.  "A procura por aulas e o interesse das mulheres aumentou”, afirma a professora Rita. Este é o caso da aluna Jéssica Moreira Alves, 37, que começou a participar das aulas em novembro de 2001, em uma academia de Porto Feliz, sua cidade natal. “Toda vez que as personagens dançavam para seus maridos ou em casamentos e outras festas eu ficava em frente à televisão imitando-as. Com a Dança do Ventre eu me senti mais mulher e passei a me valorizar mais. Hoje não danço por falta de tempo, mas sempre que posso faço apresentações particulares para o meu esposo”, conta aos risos.  
 
A Dança do Ventre é uma arte diferente, exclusiva para mulheres, que pode ser explorada mais e mais a cada dia. Com cerca de 10 estilos diferentes, atrai meninas e mulheres por sua sensualidade e beleza. Já dizia Rhamza Alli, especialista na área, que a Dança do Ventre é uma expressão poética do corpo, cheia de gestos e significados.  

Tags: dança, dança do ventre

  • Comentários