Cotidiano

Publicado: Sexta-feira, 17 de março de 2017

Itu solicita R$15 milhões de verbas para água, saúde e asfalto

Projetos foram apresentados em reunião no Palácio do Governo.

Crédito: Divulgação/Prefeitura de Itu Itu solicita R$15 milhões de verbas para água, saúde e asfalto
A reunião contou com prefeitos de diversas cidades paulistas, filiados ao PTB

Na manhã desta sexta-feira, dia 17 de março, o prefeito de Itu Guilherme Gazzola participou de uma reunião com o chefe da Casa Civil, Samuel Moreira, no Palácio do Governo em São Paulo. Na ocasião, Gazzola apresentou três importantes projetos para melhorar o atendimento da saúde, o abastecimento de água e a qualidade do asfalto na cidade. O total de recursos pleiteados supera R$15 milhões. O encontro, organizada pelo deputado Campos Machado, contou também com a presença de outros prefeitos do PTB.

Em um dos pedidos, o prefeito de Itu trata da questão do fornecimento da água para a região do Pirapitingui, tendo como foco as obras de captação e adução do Manancial da Fazenda Cajuru. A verba solicitada é de aproximadamente R$4,2 milhões.
   
A saúde pública foi lembrada em um projeto que busca criar a Policlínica Ituana em prédio próprio da Prefeitura. Foram solicitados R$3 milhões para essa finalidade. Além de beneficiar Itu, a ideia é prestar um serviço digno às cidades que farão parte do futuro consórcio intermunicipal de Saúde.
       
Houve também o pedido de R$8 milhões para recapeamento, visando reverter a calamitosa situação das ruas asfaltadas de Itu. O montante, de acordo com o projeto, é o suficiente para recapear 15 mil quilômetros de vias urbanas.
       
Ao término do encontro, o prefeito de Itu mostrou-se otimista com a recepção dos projetos apresentados e destacou a importância dos pedidos feitos: “Estamos certos do carinho que o governo do Estado tem pela cidade de Itu e por seus cidadãos. Por isso esperamos que nossos projetos sejam bem aceitos e aprovados. Problemas no abastecimento de água, a má qualidade do asfalto e a situação da saúde pública estão entre as principais reclamações da população, mas estamos confiantes nessa ajuda do governo do Estado”.

Comentários