Cotidiano

Publicado: Quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Socialismo online: Mendigo Urbano arrecada fundos a moradores de rua

Web do Bem traz detalhes de como abraçar esta causa.

Socialismo online: Mendigo Urbano arrecada fundos a moradores de rua
O Mendigo Urbano foi criado por dois estudantes de Porto Alegre, João Burzlaff Lopes e Bruno Stein, e foi ao ar no dia 16 de agosto

Por Renan Pereira      

Karl Marx e Friedrich Engels, quando idealizaram o Manifesto Comunista, jamais poderiam imaginar que a evolução tecnológica chegaria tão longe, a ponto de facilitar assim a vida dos menos favorecidos pelo sistema. O Mendigo Urbano – projeto retratado na série Web do Bem desta semana – é uma iniciativa criada para ajudar e dar oportunidades a moradores de rua. Idealizado a partir do conceito padrão de compras coletivas na web, o site tem como objetivo reunir a população em prol de uma causa muito nobre: ajudar ao próximo.

“Na prática acreditamos que, se cada um de nós ajudar com alguma coisa, muitos resultados positivos poderão ser alcançados”, explica um comunicado na página principal do portal. O projeto de solidariedade coletiva torna possível uma ação organizada para que as pessoas possam colaborar com moradores de rua de uma determinada região. Pegando a onda do já popular conceito de compra em massa, o endereço eletrônico vende - de forma fictícia - o passe dos mendigos que se interessam em participar do projeto.   

O valor total desse passe é de R$ 250,00, o necessário para descolar um Kit Mendigo, que conta com itens relevantes para a sobrevivência, como cestas básicas, roupas e cortes de cabelo. Mas isso não significa necessariamente que será preciso desembolsar toda essa grana para poder ajudar alguém. “Com o pouco que você tem sobrando, junto com o pouco do Gustavo, da Fernanda e da Camila, é possível criar novas oportunidades para as pessoas. Assim que o passe de um morador de rua for completamente vendido, ele receberá o Kit Mendigo a que tem direito”, explicam os organizadores do projeto.

Para tornar isso tudo mais divertido, assim que o internauta compra parte do passe de um mendigo, ele recebe um certificado de posse dessa porcentagem e pode entrar para o ranking de investidores, exibido na Home do portal. Um exemplo prático: atualmente Felipe Vilaca detém 40% do passe de um morador de rua conhecido como Seco – um defensor da honra dos mendigos, que não se conforma com a imagem atribuída a ele.

O Mendigo Urbano foi criado por dois estudantes de Porto Alegre, João Burzlaff Lopes e Bruno Stein, e foi ao ar no dia 16 de agosto. Rapidamente o portal ganhou notoriedade e deve se expandir muito mais nos próximos dias. Mas as novidades não param por aí: existe ainda a possibilidade de você sugerir um mendigo da sua região para integrar o Mendigo Urbano e tudo isso sem burocracia alguma. Basta fornecer informações básicas como o apelido dele, a cidade onde mora e o motivo pelo qual ele merece participar desse projeto. Cá entre nós, acabou o motivo pra você ser só mais um socialista de poltrona, filosofando pelos botecos centrais. 

O emocionante vídeo abaixo traz mais detalhes sobre o projeto e esclarece como surgiu a ideia do combate à invisibilidade social.

Comentários

Ariza Centro Veterinrio