ponto-turístico-estradaparque

Afinal, por que Roma Brasileira?

Publicado: Sábado, 9 de maio de 2009 por Camila Bertolazzi

divulgação
Foto
Toda a história começou com os jesuítas

História


No início do século XX, o Cardeal Arcoverde chamou Itu de Roma Brasileira, em visita ao Colégio São Luiz. Lembrou a intervenção dos Jesuítas na cidade, sobretudo com a fundação do Colégio São Luiz. Conta à lenda que o Imperador D. Pedro II já o havia citado também, muitos anos antes, pela existência de tantas igrejas, colégios católicos, irmandades, padres e freiras.

Outra versão da história reforça que o título foi dado à cidade na própria fundação Colégio São Luis, em 1867. O que deixa claro que, ao contrário do que muitos pensam, Itu não é chamada de Roma Brasileira por causa de suas inúmeras igrejas. 


A Companhia de Jesus – os jesuítas – trouxeram para Itu, todo o conhecimento físico, químico, astronômico e cultural de Roma, tornando a pequena cidade do interior paulista ainda mais rica em educação, igualando-se ao centro de Roma.


Seja como for, o garboso título foi rapidamente incorporado à lista de apelidos do Berço da República e se mantém vivo até hoje.

 

Religiosidade

 

Apesar dos Jesuítas não estarem mais presentes em Itu e sua força na Igreja do Brasil ter diminuído muito, a cidade ficou com as marcas dessa religiosidade extrema. O Apostolado da Oração, maior irmandade católica do Brasil, ainda tem seu Santuário em Itu, dentro da Igreja do Bom Jesus. Lá está enterrado o fundador do Apostolado da Oração no Brasil, irmandade presente em praticamente todas as cidades brasileiras.

 

Além disso, há em Itu grande quantidade de igrejas, alguns conventos femininos e uma freqüência notável da comunidade às igrejas.

 

Existe também uma importância ou significado arquitetônico e histórico nas igrejas de Itu. A Matriz é o maior monumento do barroco paulista e uma das mais antigas paróquias do Estado. Em conjunto, as cinco igrejas centrais formam um patrimônio que não existe em São Paulo, o que dá maior força ao significado de Roma Brasileira.

 
Turismo religioso

 

Apesar de Itu ser conhecida como Roma Brasileira, infelizmente não aproveita o título em relação ao Turismo Religioso. Muito ainda pode ser feito a fim de criar meios para a conjugação de esforços do turismo com a igreja. “Até os anos 80 havia romarias de mais de mil pessoas, vindas para visitar a Igreja do Bom Jesus e Igreja de São Benedito em diversas partes do ano”, lembram os moradores do centro da cidade.

 

Por que não retomar esta época? Porque não organizar mais peregrinações a Itu? Esta é uma pergunta que a equipe do www.itu.com.br, sempre envolvida com o melhor de Itu e com os diversos tipos de turismo, faz aos envolvidos com o tema (entidades de turismo, associações, igrejas e Administração Municipal).

 

Afinal, nunca é tarde para começar!

  • Comentários