Esportes

Publicado: Quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Tal mãe, tal filha

Crédito: Arquivo pessoal Tal mãe, tal filha
Elaine e a mãe, Vanda

Já imaginou disputar a bola com sua mãe? Para a jovem aprendiz, Elaine Dopfer Schmitz, esse privilégio de ter alguém tão especial para compartilhar os momentos divertidos em campo vem desde os tempos da infância e voltou a se repetir quando as duas descobriram o Club das Mulheres. Juntas, elas se divertem e aproveitam para estreitar os laços de afeto. “Nós somos muito companheiras”, afirma Elaine que garante não ter ciúmes de dividir essa relação com as amigas.

Vindas do Paraná há mais de seis anos, elas trouxeram na bagagem uma história forte de envolvimento com o futebol. Vanda Bernardete Dopfer, carinhosamente chamada por todas do time de “mãe”, já praticava o esporte nas ruas de sua cidade natal, Francisco Beltrão, com bolinhas de meia. E quando teve suas filhas, passou para elas a empatia pela bola. Na família de três irmãos, curiosamente o homem é o único que não se empolga com o esporte.

Quem vê a vitalidade de Vanda nas partidas, nem imagina que ela hoje tenha 48 anos. Além de ser a inspiração das filhas, também já se tornou o orgulho da equipe e mais uma prova de que o futebol é pra todos, e para todas. “Eu sou uma pessoa muito fechada e voltando a jogar com as meninas aqui, senti aquela chamada para viver, ser feliz e rir novamente”, ressalta.

Comentários

Ariza Centro Veterinrio