ponto-turístico-estradaparque
Pedro de P. L. Aguiar
Pedro de P. L. Aguiar E-mail E-mail

Entendendo o mundo fitness

Graduado em Educação Física pelo Ceunsp; Pós-graduado em bioquímica, fisiologia, treinamento, nutrição desportiva pela Unicamp; e Pós-graduando em fisiologia do exercício com ênfase em envelhecimento, saúde e doenças na USP.

Padrão de beleza x Qualidade de vida

Publicado: Quarta-feira, 2 de novembro de 2016


www.google.com.br
Foto

Cada um de nós possui uma constituição física gerada especialmente pelo fator genético, porém, vem sendo comum encontrarmos pessoas buscando alterar suas características físicas, baseadas e estimuladas em padrões de beleza irreais propostos pela mídia, muitas vezes equivocados e com alterações de imagem a partir de photoshop. A busca insana pela estética perfeita muitas vezes gera a ansiedade da utilização de qualquer alternativa inadequada e perigosa, colocando diretamente em exposição sua própria saúde e até vida. O modo como a nossa sociedade aceita e propõem determinados ´padrões` ou modelos de beleza abre caminhos para as doenças psíquicas, relacionadas à insatisfação com o próprio corpo e vida, tais como transtorno de imagem, depressão, ansiedade e baixo auto estima.

As pessoas quando almejam a qualquer custo ter corpos perfeitos, usam muitas vezes como modelo, mulheres magérrimas ou com físico atlético, sem levar em consideração sua própria constituição física e beleza, podem desenvolver uma imagem distorcida do seu corpo e jamais ficar satisfeita com o mesmo ao se observarem no espelho e se comparar com outras pessoas. Esse comportamento pode virar doentio se tornando sintoma do transtorno dismórfico corporal- TDC, caracterizado como uma doença psíquica geradora de sofrimento e distorção da própria imagem, requerendo atenção de profissionais desta especialidade para diagnóstico e o tratamento mais adequado. Portanto, cuidado!

  • Comentários