ponto-turístico-museurepublicano
Silvana Novelli
Silvana Novelli E-mail E-mail

Cerâmica e Aromaterapia

Ceramista e apaixonada por aromas, desenvolve acessórios em cerâmica para a utilização na aromaterapia , objetos para decoração e jardins.

Aromaterapia: os benefícios da inalação

Publicado: Quinta-feira, 26 de maio de 2011

Foto
Hortelã pimenta

As moléculas dos óleos essenciais, após penetrarem no nariz, podem seguir dois caminhos diferentes, ao mesmo tempo: a maioria se dirige inevitavelmente para o pulmão e as outras vão para o cérebro.

No pulmão, as moléculas dos óleos essenciais provocam imediatamente um efeito físico e são capazes de atingir a corrente sanguínea que as distribuirá por todo o corpo. Como existe uma conexão direta entre o nariz e o cérebro, não resta dúvida de que a inalação é também a forma mais rápida e eficaz para o tratamento das questões emocionais.

Existem inúmeras maneiras de fazer uma inalação com óleos essenciais. Coloco aqui alguns exemplos:

Vasilha de água quente

Para fazer inalação a vapor coloque duas a três gotas de óleo essencial numa vasilha com água quente. Aproxime seu rosto cobrindo a cabeça com uma toalha. Certifique-se que não esteja muito quente. Funciona como uma sauna facial.

Depois de terminada a inalação, evite expor seu rosto ao vento frio.

Nos casos de gripes e resfriados uma boa sugestão é o óleo essencial de eucalipto.

Travesseiro

Coloque uma gota de cada lado do travesseiro ou almofada ou pingue num pedacinho de algodão e coloque dentro da fronha.

O óleo essencial de lavanda é excelente em casos de insônia.

Difusor de aroma pessoal

Coloque duas a três gotinhas do óleo dentro dele. Se for utilizar uma sinergia (mistura) faça isso antes de colocar no seu difusor para que não derrame.

Para casos de ansiedade uma boa escolha é o óleo essencial de bergamota.

Escalda-pés

Veja só o que você vai precisar:

Uma vasilha de tamanho suficiente para seus pés.

De 3 a 4 litros de água morna

1 colher de sopa de sal grosso

8 gotas do óleo essencial diluídas em 1 xícara de café de álcool (de preferência álcool de cereais)

Coloque a água na vasilha, junte o sal. Acrescente o óleo diluído no álcool e mexa delicadamente.

Algumas sugestões de óleos indicados para o escalde-pés:

Palmarosa: regenerador celular. Devolve o brilho à pele.

Sálvia esclareia: controle de transpiração excessiva e relaxante.

Lavanda: Antiinflamatório, anti-séptico, cicatrizante. Relaxante.

Tea tree: Fungicida e cicatrizante.

É possível fazer uma sinergia (mistura) dos óleos, porém é conveniente não ultrapassar as oito gotas no total.

Banho aromático

Após ter tomado seu banho, pingue cinco gotas de óleo essencial no chão do box momentos antes de desligar o chuveiro. Na banheira, de seis a dez gotas de óleo diluído em 50ml de óleo vegetal, álcool ou mel.

Alguns óleos para experimentar:

Cipreste: traz paz interior.

Hortelã-pimenta: revigorante.

Lavanda: relaxante. Excelente para aliviar casos de insônia.

Patchouli ou Ylang Ylang: antidepressivo, desodorante, afrodisíaco.

Gerânio: estimulante.

Aromatizador de ambientes

É possível encontrar inúmeros modelos: elétricos para serem utilizados diretamente em tomadas, réchaud com vela e elétrico para automóveis.

Nebulizador

Uma ótima opção, pois além de distribuir o aroma, umidifica o ambiente facilitando a respiração.

Dependendo do efeito desejado, escolha os seguintes óleos: Tea tree (bactericida) Eucalipto (descongestionante nasal) Lavanda (relaxante).

 No próximo artigo trarei mais informações sobre o óleo essencial de eucalipto. Uma excelente opção para os transtornos causados pelas mudanças bruscas de temperatura que causam tantos problemas respiratórios nos adultos e principalmente nas crianças e idosos.

 

 

 

 

Tags: aromaterapia, aromas, inalação, silvana novelli