ponto-turístico-museurepublicano
Murilo Gagliardi
Murilo Gagliardi Facebook Facebook Twitter Twitter Linkedin Linkedin Youtube Youtube Flickr Flickr Orkut Orkut Blog Blog E-mail E-mail

Tecnologia em Cena

Formado em Webdesign e Internet pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio. Trabalha na Cybermind Comunicação Interativa e no site Itu.com.br. É apaixonado por Internet, Mídias Sociais, Web 2.0, Fotografia e Tecnologia.

Curiosidades tecnológicas a favor do Meio Ambiente

Publicado: Segunda-feira, 1 de junho de 2009

No dia 5 de junho comemoramos o dia Mundial do Meio Ambiente. Com isso a coluna fez um especial de curiosidades tecnológicas de temática ecológica. Curiosidades como carregador, computador, celular, monitor, entre outros. Confira alguns destaques abaixo:

Carregador iCharge Eco DX
Com este carregador movido a luz solar, você consegue, além de dar energia ao iPhone e iPod, carregar o videogame Sony PSP e o Nintendo DS. O produto é oferecido em várias cores como: verde, preto, prata, branco, vermelho, rosa e azul. Para carregar a bateria interna do aparelho, você precisa deixá-lo na luz solar diretamente por 15 horas. Dessa forma a bateria vai demorar, respectivamente, três horas e meia e cinco horas para carregar o aparelho. Se for complicado carregar na luz solar, você também pode conectá-lo na porta USB do seu computador ou até mesmo na tomada.

Carregador PhotonSynthese
Aqui vai mais uma opção de carregador. Ele na verdade é uma espécie de bonsai de metal, composto por cinqüenta e quatro minúsculos painéis solares ou fotovoltaicos. Ele foi projetado por Frances Vivien Muller. O PhotonSynthese armazena energia numa bateria durante o dia, o que permite recarregar aparelhos eletrônicos (gadgets) mais facilmente. O bonsai é constituído também por noventa e quatro módulos que são montados em conjunto através de conectores 3,5mm. Muito prático e ainda por cima pode ser usado como enfeite na sua casa.

Celular que vira flor
Este gadget é bastante interessante. Chega de acumular celulares velhos em sua casa ou escritório, porque pesquisadores da Universidade de Warwick na Inglaterra criaram o primeiro celular ecológico (100% de comprovação) e biodegradável, que ainda pode ser plantado e gerar uma flor. O celular é fabricado a partir de polímeros biodegradáveis que se transformam em pó quando são enterrados.

Cofrinho eletrônico
Esse cofrinho é bastante educativo. Ele não é um simples porquinho não, ele foi criado como experimento para um concurso e tem como finalidade ensinar as crianças de como utilizar a energia de forma sustentável. Ele funciona da seguinte forma: você coloca uma moeda na parte superior do cofrinho e ele dá direito a usar um pouco de energia durante um tempo limitado. Assim a criança percebe como é valiosa a energia e com isso, evita de desperdiçá-la de maneira irresponsável. Esse poupador de energia foi um dos aparelhos mais bem votados no concurso que concorreu.

Gabinete Recompute
O Recompute é uma verdadeira obra de arte. Ele foi criado com o intuito de se economizar plástico, alumínio, aço, entre outros, que são utilizados na fabricação dos gabinetes tradicionais dos computadores. Assim a sua criação não prejudica o meio ambiente e é ecologicamente correto. Essa grande idéia veio de Brenden Macaluso, nos EUA. O gabinete é feito de papelão reciclado, unido com cola branca não tóxica. Ele não tem problema de aquecimento, porque a sua refrigeração é facilitada pelos veios sanfonados do papelão. Nota 10 para Brenden!

Monitor ASUS de Bambu
A ASUS, empresa especializada na fabricação de hardware, também está preocupada com o meio ambiente. A preocupação é tão notável que a empresa criou um monitor feito de bambu, é isso mesmo. Ele substitui os componentes plásticos, que são utilizados na fabricação dos monitores padrões, por esse material ecologicamente correto. Pode parecer mentira, mas ele funciona igual a qualquer outro equipamento, sem nenhuma diferença em seu sistema de funcionamento interno. Para se ter uma ideia, a versão de 15 polegadas, que é a mais utilizada em escritórios, sai por 360 dólares.

Mouse Recycled Mini Wireless
Se você pensa que o gigante de serviços online, o Google, não está preocupado com o meio ambiente, está completamente enganado. Ele também entrou na onda verde e lançou em sua loja de produtos o Recycled Mini Wireless. Esse Mouse (com conector USB com WIFI) é desenvolvido completamente com plástico reciclado. Os aparelhos estão disponíveis nas seguintes cores: verde, azul, vermelho e amarelo. Eles funcionam com pilhas AAA. Podem ser encontrados por 13 euros aproximadamente. Um ótimo presente para os amantes e apreciadores do Google.

Notebook ASUS EcoBook
O notebook da ASUS, o EcoBook é apresentado como o primeiro notebook produzido a partir de bambu. É mais um produto feito com bambu pela ASUS. A grande vantagem é que o bambu é encontrado em abundância e cresce muito rápido e ao contrário do plástico, ele é biodegradável. Em seu interior é composto em 50% de material plástico reciclado e sua configuração de hardware é realmente impressionante para um aparelho tão pequeno. O produto terá várias cores e tipos de acabamento, que vão desde variações nas cores do revestimento até gravação de detalhes na tampa.

Notebook Apple MacBook
A Apple, após ter recebido várias críticas pelo Greenpeace, lançou uma nova versão do seu notebook Macintosh, o MacBook. Agora ele vem sem o elemento químico mercúrio, PVC e outros componentes prejudiciais ao meio ambiente. A estrutura agora é de vidro e alumínio, nos novos modelos... é altamente reciclável. Para economizar energia, o aparelho decide qual processador (CPU ou GPU) é o mais indicado para executar de forma mais correta cada tarefa. Muitas empresas de tecnologia deveriam fazer a mesma coisa. Ótimo exemplo a Apple está dando através dessa atitude.

Pen drive EarthDrive
Uma novidade móvel da empresa americana ATP, para armazenamento de dados através de pen drive ecologicamente correto, é o EarthDrive. Ele utiliza a maior quantidade de materiais biodegradáveis possível. O modelo disponível tem capacidades de 1, 2, 4 e 8GB de espaço. Ele é feito de ácido poliático, um poliéster biodegradável de recursos renováveis, como o milho. O seu tempo de duração é de dez anos. O pen drive é a prova d´água, de poeira e de choques leves. O modelo de 8GB pode ser encontrado nos Estados Unidos por 60 dólares em média. Infelizmente ele ainda é muito caro.


Para finalizar o artigo em que faço uma simbólica homenagem ao Meio Ambiente, vou listar dez dicas de especialistas que foram publicadas pelo web site G1 (da Globo.com), para os usuários de tecnologia, como todos nós, contribuírem com a redução do lixo eletrônico. Confira:

1º Pesquise
É importante descobrir se o fabricante tem preocupações com o ambiente e se recolherá as peças usadas para reciclagem, depois que o aparelho perder sua utilidade. Esta lista do Greenpeace (
http://migre.me/1H0Z) classifica as companhias, de acordo com iniciativas ligadas ao ambiente.

2º Prolongue
Você não precisa trocar de celular todos os anos ou comprar um computador com essa mesma freqüência. Quanto mais eletrônicos adquirir, maior será a quantidade de lixo eletrônico. Por isso, cuide bem de seus produtos e aprenda a evitar os constantes apelos de troca.

3º Doe
Caso seja realmente necessário comprar um novo eletrônico quando o seu ainda estiver funcionando, doe para alguém que vá usá-lo. Dessa forma, ainda é possível prolongar a vida útil do aparelho e a pessoa que recebê-lo não precisará comprar um novo.

4º Recicle
Os grandes fabricantes de eletrônicos oferecem programas de reciclagem. Antes de jogar aquele monitor estragado no lixo, entre em contato com a empresa (via internet ou central de atendimento telefônico) e pergunte onde as peças são coletadas. Muitas assistências também coletam esse material.

5º Substitua
Procure sempre fazer mais com menos. Produtos que agregam várias funções, como uma multifuncional, consomem menos energia do que cada aparelho usado separadamente. Também vale minimizar o uso de recursos ligados ao ambiente: para que imprimir, se dá para ler na tela?

6º Informe-se
O usuário de tecnologia deve ser adepto ao consumo responsável, sabendo as conseqüências que seus bens causam ao ambiente. Por isso, é importante estar atento ao assunto - somente assim será possível eliminar hábitos ruins e tomar atitudes que minimizem o impacto do lixo eletrônico.

7º Opte pelo original
As empresas que falsificam produtos não seguem políticas de preservação do ambiente ou se responsabilizam pelas peças comercializadas, depois que sua vida útil chega ao fim. Por isso, é sempre importante comprar eletrônicos originais.

8º Pague
Os produtos dos fabricantes que oferecem programas de preservação ambiental podem ser mais caros -- isso porque parte dos gastos com essas iniciativas pode ser repassada para o consumidor. A diferença de preço não chega a níveis absurdos e por isso, vale a pena optar pela alternativa “verde”.

9º Economize energia
Na hora de comprar um eletrônico, opte pelo produto que consome menos energia. Além disso, o consumidor consciente deve usar fontes de energia limpa (como a solar) sempre que possível.

10º Mobilize
É importante passar informações sobre lixo eletrônico para frente, pois muitos usuários de tecnologia não se dão conta do tamanho do problema. Divulgue, mas evite aqueles discursos inflados e catastróficos dos “ecochatos”, que não são nada populares.

Tags: murilo gagliardi, meio ambiente, curiosidades, gadgets