Colunistas

Publicado: Quinta-feira, 5 de julho de 2018

A COPA DAS URNAS

Crédito: Montagem/Internet A COPA DAS URNAS
Está valendo!! Ou somos campeões ou caímos no rebaixamento!

Alô, criança! Olha com fé e orgulho a terra onde nasceste! Nunca haverá país maior do que este! Abrem-se as cortinas! Os personagens já estão em campo! É a Copa das Urnas sem futebol, o maior espetáculo democrático do planeta redondo que está cada vez mais quadrado por causa do politicamente correto!

Serão 90 minutos (90 dias até o pleito) de muita emoção e muita retórica fajuta, muita encenação de faltas e muita cera (enrolação), além de lances emocionantes a cada nova fase da Lava a Jato (a grafia correta é esta, com a devida preposição “a”). Esperamos ansiosos pelas caneladas nos debates televisivos e pelas brigas de vestiário nos bastidores da Imprensa vendida e “especializada”!

Desfilam na cerimônia de abertura uma infinidade de personalidades do mundo das urnas. Seleções tradicionais no campo da Política e também alguns estreantes, além dos pernas-de-pau de sempre. Neste campeonato curto rumo ao Executivo, há sempre o pessoal do Legislativo para embolar o meio-de-campo.  O presidente da FIFA (Feitores Ilustres de Falcatruas Astronômicas), o Dr. Michel, não compareceu. Disse temer alguma retaliação e preferiu fazer compras com a Dona Marcela na Suíça, sede da entidade.

A arbitragem ficará por conta das turmas do STF (Suprema Treta do Futebol). E você poderá acompanhar cada lance nas redes sociais, inclusive as simulações do fakenews, o tira-teima dos comentaristas esclarecidos e a opinião dos “especialistas”, que não servem para nada além de serem “especialistas”. Ser “especialista”, no Brasil, é uma maravilha: basta ter língua e um patrocinador!

Entre os times, alguns destaques! A Seleção do Messias chega candidata ao título e é melhor a gente já ir se acostumando! Vem vestida de verde-e-amarelo, com muito orgulho, disposta a manter o mito de vencer a torcida dos “anti”. Já a Seleção Gomista conta com seu único craque, que não é o melhor do mundo mas é o que tem pra hoje! Uma mistura de bacalhau com pimenta e jerimum ao molho Harvard, com pitadas de irritação crônica e chiliques básicos.

Vestida de verde (sempre e somente o verde...) vem de novo a Seleção Silvista, que preocupa pelas jogadas repetitivas e manjadas, bem como pelo preparo físico que deixa a desejar. Por isso, não deve passar da primeira fase. A tradicional Seleção Alquimista precisa fazer mágica desta vez! Campeão de tudo no seu reduto tradicional, amarga um péssimo desempenho nos pontos corridos que não ocorreram. Coitado do técnico Geraldão! Que dó, ria! Tá mais perdido que tucano no meio do Saara!

Só um vai ganhar a Taça da Urna, o resto é entretenimento! Temos muitos times estreantes que só vieram pra sentir o gostinho da disputa e atrapalhar o máximo possível a vida dos outros. É o caso da Seleção Alvarenga, da Seleção Joanina, da Seleção Fidelítica, da Seleção Manuelita e da Seleção dos Sem Teto Que Pagam Aluguel pra Morar em Prédio Ocupado.

E agora atenção! O que vemos no desfile de abertura? A Seleção Lulista, que estava presa no trânsito em julgado de Curitiba, resolveu aparecer! Pode isso, Arnaldo? Perguntou pro Gilmar? Mentes! A regra é clara: jogador expulso não pode entrar em campo!

Afinal de contas o time vermelho não se classificou por causa de punição na Copa do ano passado, quando a zagueira Iolanda Rousseff Melo deu várias pedaladas em cima da torcida brasileira, tomou cartão vermelho (pra combinar com a camisa) e foi tirada do jogo. Quem também não joga mais é o ex-craque Boécio Neves, pois terminou a carreira.

Pronto! Tudo resolvido! O juiz Moro, auxiliado pelos bandeirinhas Dallagnol e Carminha, expulsaram São Bernardo do Campo, mas sem anticlericalismo. O técnico Barbudo está desconsolado, mas já garantiu sua boquinha de “especialista” pra comentar jogos via Twitter Fantasma com o Zé Ultrajano. A torcida lulista ensaiou uma ola, mas não deu: acabou a mamata do imposto sindical!

A Seleção Comunista conseguiu uma vaguinha por sediar a Copa deste ano. As ausências de sempre são os times de Cuba, China, Coréia do Norte, Bolívia e Venezuela. País que persegue, prende e mata os próprios torcedores, nunca consegue se classificar pra algo que preste! Os norte-americanos também não se classificaram porque deram prioridade a campeonatos internos com a esperança de tornar a sua Seleção grande novamente.

Está tudo pronto! Vai começar a Copa das Urnas, que poderá dar um novo título ao Brasil ou nos mandar de vez pro rebaixamento! Está valendo! Acerte o seu aí que eu ajeito o meu aqui! Olho no lance! Foi lá onde a coruja dorme! Pelas barbas do profeta! Assim o papai não gosta! O que é que eu vou dizer lá em casa? Pelo amor dos meus filhinhos!

P.S.: Este jogo você assiste na tela da urna eletrônica, sem comprovante impresso, torcendo pra que seja de verdade e não uma versão do jogo feita para computador.

Amém.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é seminarista na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Simplício: Um Contador de Histórias - Vida e Obra de Francisco Flaviano de Almeida".

Arquivo

10 dias atrás

A COPA DAS URNAS

26 dias atrás

ABORTO: O ROUBO INFINITO

12 de junho de 2018

Rosana: Uma Flor Colhida no Céu

29 de maio de 2018

40

15 de maio de 2018

Marx, Boff e Lula