Colunistas

Publicado: Terça-feira, 25 de abril de 2017

Perfume de jasmim

Perfume de jasmim

 Perfume de jasmim

 

Dia destes fui invadida  por uma onda perfumada de um jasmineiro das imediações. Não resisti, e arranquei um punhado de flores. Aspirei ao aroma delicioso que emanava das flores, com isso veio-me a inspiração de outro cheiro característico: o cheiro das páginas de um livro.

Ler e escrever caminha junto.

É comprovado que ler e escrever é bom para a saúde mental, física e social.

Há quem diga que a literatura está se acabando, substituído pelo computador. Há também outros, que afirmam que os melhores escritores já morreram.

Quem profetiza isso não conhece o trabalho das novas gerações.

Tomo a liberdade de citar (alguns) escritores ituanos: Cláudio  Marchesi, com dois livros prontos para editar: “A ira dos diamantes” e  “Sob a luz da Sedução” (esperando patrocínio); Ana Luiza Savioli com dois livros editados e lançados; confrades e confreiras da Academia Ituana de Letras (Acadil) e o  escritor ituano Paulo Cury lançado seu primeiro livro: ”Delírios do poder”. Muitos talentos esperando serem descobertos .

Certamente, que sempre nos lembramos de Clarice Lispector, Machado de Assis, Mário Quintana, Paulo Coelho, Monteiro Lobato...

Os livros podem mudar nossa história

A literatura como um todo nos arrebata para confins distantes, sentindo o aroma agradável, bastando apenas deixar-se inebriar pelo cheiro de jasmim misturado com aquele cheirinho que só as páginas de um livro têm.

Comentários

Varanda da Saudade

Ditinha Schanoski

Ditinha Schanoski

Jornalista ituana, trabalhou no jornal A Federação e é articulista de vários jornais e revistas. Membro da ACADIL, SACI, UARD, Gvcmi e outros grupos. Agraciada com diversos prêmios, como a Medalha Dom Gabriel. Nomeada Profissional Ético de 2014.

Arquivo

20h atrás

Perfume de jasmim

14 dias atrás

Ovos de Chocolate

21 dias atrás

Varanda da Saudade