Colunistas

Publicado: Domingo, 29 de outubro de 2017

Cuesta San Blas

Cuesta San Blas
A Pedras dos 12 Ângulos, em Cusco

"Quanto custa esse daqui?", ela apontou esticando o braço. Avacalhada de pulseiras, cada gesto seu trazia o som de um vendaval em monastério budista apinhado de mensageiros do vento. O artesão pegou uma outra peça, colocou na palma da mão esquerda e esfregou a pedra com o dedão direito, depois apontou para a Cuesta San Blas: "¡Mira! La energía que tiene este fragmento.". Ela tirou a carteira de dentro da bolsa e perguntou novamente: "Este aqui, moço! Qualé su precio?". O homem recolheu o braço e devolveu o brinco ao pano preto estendido no chão. Pegou um colar de huayruros e estendeu em sua direção: "Somos todos hijos del Sol, pero usted puede traer grandes bienes o grandes males a la humanidad...". A mulher, acenando a carteira freneticamente acima da cabeça, grita: "Qual o preço dessa porra? Quer vender ou não quer?". Ele agachou, pegou a pulseira de sementes, guardou vagarosamente em um saquinho de papel e lhe estendeu. Ela perguntou: "Quanto?". Ele respondeu: "Cuanto tiempo vivir".

Comentários

Conto... ou não conto?

Alex Pinheiro

Alex Pinheiro

Consultor em Turismo Receptivo e Turismo na Internet, exerce na literatura o seu desafio pessoal '1000 caracteres de uma história'. É colunista do jornal Taperá (Salto-Itu-Indaiatuba)

Arquivo

29 de outubro de 2017

Cuesta San Blas

2 de outubro de 2017

Um gole seco

22 de setembro de 2017

reservado

25 de maio de 2017

O velório do farmacêutico

28 de março de 2017

O colecionador