Cinema

Publicado: Quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

VI Festival de Cinema de Itu traz apresentações gratuitas

Exibições da mostra ocorrem no Teatro NósMesmos.

Crédito: Renata Guarnieri/Prefeitura Itu VI Festival de Cinema de Itu traz apresentações gratuitas
O secretário municipal de Cultura destacou que o desejo é tornar o Festival de Cinema de Itu referência regional das mostras cinematográficas

Foi realizada nesta quarta-feira, dia 5 de dezembro, a cerimônia oficial de abertura da sexta edição do Festival de Cinema de Itu, que conta com dezenas de apresentações gratuitas de curtas-metragens da Mostra Competitiva. A cerimônia ocorreu no auditório da Prefeitura e contou com uma homenagem ao jornalista, escritor e cineasta Maurice Capovilla que teve seu filme “Nervos de Aço” exibido ao final do evento.

Estiveram presentes o secretário municipal de Cultura Geraldo Gonçalves Junior representando o prefeito Guilherme Gazzola, alguns dos jurados da Mostra Competitiva, Sérgio Santeiro, Luiz Rosemberg Filho e Joel Yamaji, a cineasta Renata Saraceni, além de amantes da sétima arte.

“Retomar a realização dos Festivais de Cinema de Itu foi um dos objetivos que havíamos traçado no ano passado. Ver esse sonho se tornar realidade nos enche de satisfação e esperança de que possamos torná-lo na referência regional das mostras cinematográficas”, comentou Geraldo Gonçalves Junior.

Capovilla de 84 anos, não pôde estar presente, porém enviou uma carta em que falou sobre a vida e morte e pediu aos amigos para que retribuam a cidade a homenagem que recebeu e parabenizou os organizadores do Festival. Renata Saraceni recebeu, em nome de Capovilla, das mãos do secretário municipal de Governo, Rodrigo Tomba, o troféu em homenagem ao cineasta.

Todas as 65 produções participantes da Mostra Competitiva serão exibidas no Teatro NósMesmos (Unicenter - Avenida Prudente de Moraes, nº 210, Sala 304, Vila Nova -Itu/SP) e têm no máximo, 20 minutos de duração cada. O Festival inova mais uma vez para trazer ao público o maior número de filmes possível, em uma tentativa de diminuir o número de exclusões de trabalhos inscritos e, com foco principal no cinema regional. A realização é da Prefeitura de Itu, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e Cinema Mundo Produções.

O homenageado

Capovilla dirigiu em 1962 “União”, seu primeiro curta-metragem, produzido pelo Centro Popular de Cultura e Sindicato da Construção Civil de São Paulo. No ano seguinte, 1963, realiza “Meninos do Tietê” que recebe o prêmio de melhor filme na 1ª Semana Latino-Americana de Cinema Documental, em Buenos Aires. Em 1964, faz o documentário “Subterrâneos do Futebol”, com produção de Thomas Farkas.

Trabalha como editor e crítico cinematográfico no Jornal da Tarde, entre 1965 e 1967, lança o documentário “Esportes no Brasil” (1965) e se torna professor na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Em 1967, escreve, dirige e produz seu primeiro longa-metragem, “Bebel, Garota Propaganda”, baseado em conto do escritor Ignácio de Loyola Brandão. Com ele, Rossana Ghessa ganha o prêmio de melhor atriz no Festival de Brasília, ainda em 1967.

Três anos depois, dirige seu segundo longa, “O Profeta da Fome”, inspirado no texto “Estética da Fome”, do cineasta Glauber Rocha, premiado com o melhor argumento e roteiro no Festival de Brasília e melhor filme no Prêmio Molière no Air France do Cinema, ambos em 1970.

Capovilla também produz o longa “Noite de Iemanjá” (1971) e “O Jogo da Vida” (1977), que ganha o Kikito do Festival de Gramado de melhor atriz coadjuvante para Miriam Muniz, em 1978. Na TV, trabalha para diversas emissoras, entre elas, a Rede Globo, como diretor da série Globo Shell (1971) e Globo Repórter.

Em 2003 estreia “Harmada”, uma adaptação do romance de João Gilberto Noll (1946) e “Nervos de Aço”, parte das comemorações pelo centenário do compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues que traz no elenco Arrigo Barnabé, Pedro Sol, Juliana Thomaz e Ana Lonardi.

Acompanhe a programação da sexta edição do Festival de Cinema de Itu, que é gratuita e programe-se:

5 de dezembro (quarta-feira)
19h – Cerimônia de abertura do VI Festival de Cinema de Itu
Local: Auditório da Prefeitura de Itu
Avenida Itu 400 Anos, 111, Itu Novo Centro
21h – exibição do filme “Nervos de Aço”, de Maurice Capovilla

6 e 7 de dezembro (quinta-feira)
Local: Teatro NósMesmos
Avenida Prudente de Moraes, 210, Vila Nova
Das 14h às 21h30 – Mostra competitiva de curtas

8 de dezembro (sábado)
Local: Teatro NósMesmos
Avenida Prudente de Moraes, 210, Vila Nova
10h30 – Palestra “Crítica de cinema no mundo digital”
14h – Mostra “Hour Concours”
16h – Roda de conversa “O cinema e a aldeia”
20h – encerramento

Os filmes que serão exibidos na Mostra Competitiva de Curtas são:
Manhê!
Primatas
Te Perdi no Metrô
7 a 1
Brasil Ride 24 horas
Contravenção

Tobias Tatu
Diga a Meu Pai que Estou Bem
Carroça 21
25 de março
Ainda Não

Leitura e Visões Fernando Pessoa
Conselheiro Crispiniano
Autognose
Entre Os Ombros
Euclydes

Osires
Cidade Sem Água
Por Cuecas e Meias
Narrativa de Um Crime
Cine Margem

Menina
Cartas da Loucura
CAna
Eternidade
Número 1

Fractus
Arquitetura do Abismo
Vilarejo Libertino
App da Morte

Filme Cult na Quartas
A Montanha Acima de Nós
Beto
Um Filme de Baixo Orçamento
As Duas Faces da Realidade
Na Pele de Charlote
Ciclos

Cadarço
A Fuga
João e Nina
Xadrez Mafioso
8 Patas

Helicônias
Minha Mãe, Minha Filha
Borá
Mortalha

Destino
Entre Gente
Ricardo Para Deputado
Batom Vermelho
Mesmo com Tanta Agonia

Aguente
Brassagem
Ressuscita-me
SU DAU THAI
Laura
ONI

Colônia Penal
2017
2071
O Homem do Saco
Deuteronômio 22

Na Mostra “Hors Concours” serao exibidos os filmes
Ferroada
Terra Fértil em Maré Cheia
A Mulher da Casa do Arco Íris
Regresso
Feriado em Iporanga

E finalmente os filmes convidados para o festival
Balança da Vida
Viagem Pelo Interior Paulista
O Discurso da Imagem
Cartas de Ourinhos

Comentários

Ariza Centro Veterinrio