Bem estar

Publicado: Sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Ministério da Saúde: Brasil tem 16 estados com surto ativo de Sarampo

Em Itu, foram registrados 82 casos suspeitos e 7 confirmados

O Ministério da Saúde divulgou nessa sexta-feira, 13 de setembro, um novo boletim epidemiológico sobre o sarampo no país. Nos últimos 90 dias, o Brasil registrou 3.339 casos confirmados da doença em 16 estados. Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul passaram a integrar a lista de estados com surto ativo da doença. O atual boletim aponta a notificação de 24.011 casos suspeitos, sendo que 17.713 (73,8%) estão em investigação e 2.957 (12,3%) foram descartados. Os casos confirmados, neste último levantamento, representam 89% do total de 2019. Não houve novos registros de óbitos.

No município de Itu, até o último dia 12, foram registrados 82 casos suspeitos de sarampo. Desse número, sete casos foram confirmados, oito casos foram descartados e 67 casos aguardam resultados de exames.

Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. Os sintomas da doença são febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso. Em torno de 3 a 5 dias podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.

A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina. Em Itu, todas as 16 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão realizando a vacinação contra a doença. As ações ocorrem de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, segundo as orientações do Ministério da Saúde.

Quem deve se vacinar contra o sarampo?

Dose zero: Devido ao aumento de casos de sarampo em alguns estados, todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas (dose extra).

Primeira dose: Crianças que completarem 12 meses (1 ano).

Segunda dose: Aos 15 meses de idade, última dose por toda a vida.


Adulto deve se vacinar contra o sarampo?

Tomou apenas uma dose até os 29 anos de idade:
Se você tem entre 1 e 29 anos e recebeu apenas uma dose, recomenda-se completar o esquema vacinal com a segunda dose da vacina;

Quem comprova as duas doses da vacina do sarampo, não precisa se vacinar novamente.

Não tomou nenhuma dose, perdeu o cartão ou não se lembra?
De 1 a 29 anos - São necessárias duas doses;
De 30 a 49 anos - Apenas uma dose.

Grávidas podem tomar a vacina contra o sarampo?

A vacina é contraindicada durante a gestação pois são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado. A gestação tende a diminuir a imunidade da mulher, o que deixa o sistema imunológico mais vulnerável e, por isso, a vacina pode desenvolver a doença ou complicações.

O recomendado pelo Ministério da Saúde é que a mulher que faça planos de engravidar tome todas as doses da vacina antes, podendo esta ser a tríplice ou a tetra viral, e mantenha toda a rotina prevista no Calendário Nacional de Vacinação atualizada, para se proteger e proteger o bebê.

Comentários

Ariza Centro Veterinrio