Bem estar

Publicado: Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Instituto traz para hospitais de Salto e Itu tecnologia 3D

Equipamento de vídeo laparoscopia foi utilizado em cirurgia.

Instituto traz para hospitais de Salto e Itu tecnologia 3D
Cirurgia realizada com equipamento de vídeo laparoscopia com tecnologia 3D

Sempre pautado pela inovação tecnológica, o Instituto Lubeck de Ensino e Pesquisa, localizado em Itu/SP, realizou no dia 22 de fevereiro no Hospital São Camilo, de Salto, uma cirurgia de vesícula utilizando um equipamento de vídeo laparoscopia com imagens 3D. De acordo com o cirurgião responsável pelo Instituto, o coloproctologista Miguel Pedroso, no Brasil existem somente 13 equipamentos com esta tecnologia e um deles foi disponibilizado pela empresa Karl Storz, representada pela Strattner, ao Instituto Lubeck.

“Essa parceria com a Karl Storz vem sendo construída há vários anos pelo Instituto Lubeck, tendo em vista que pelo menos cinco vezes por ano vamos à Europa realizar cirurgias com estes equipamentos. Ter este equipamento de forma permanente em Itu e Salto é a realização de um sonho, pois buscamos trazer para o interior tudo o que existe de mais avançado em tecnologia para cirurgias minimamente invasivas”, explica Pedroso.

Segundo ele, há um ganho muito grande para a recuperação do paciente e seu retorno às atividades profissionais é mais rápido quando o procedimento é feito por meio desta técnica minimamente invasiva. “Nós acreditamos muito nesta nova tecnologia, pois este tipo de cirurgia traz menos dor e trauma para o paciente, menos agressão e a perda sanguínea é mínima. Tudo isso faz com que a recuperação seja muito mais rápida do que a cirurgia convencional”, complementa.

De acordo com o cirurgião, a tecnologia 3D permite que a equipe médica tenha uma visão privilegiada e com profundidade. “Como a equipe tem uma visão tridimensional do campo, também é possível, pela riqueza de detalhes, ter uma melhor identificação de estruturas anatômicas críticas, resultando em maior precisão no procedimento e segurança para o paciente”, destaca.

Para o especialista de produto da Strattner, Renato Veloso, outra vantagem desta tecnologia é a curva de aprendizado dos médicos. “A adaptação do cirurgião com o 3D é praticamente imediata. O Lubeck está sendo precursor deste sistema no Brasil, pois este equipamento também será utilizado para os treinamentos realizados pelo Instituto”, observa Veloso.

“O Instituto Lubeck foi criado para ensinar e democratizar as cirurgias minimamente invasivas no Brasil. Nós conseguimos este objetivo nas cirurgias de câncer de intestino por vídeo laparoscopia, pois somos o instituto que mais treinou cirurgiões no Brasil. Treinamos também a sociedade portuguesa de coloproctologia e agora estamos treinando a sociedade espanhola em cirurgias minimamente invasiva. Em todo histórico do Instituto Lubeck já foram feitas mais de três mil cirurgias de câncer de intestino e queremos expandir esta técnica para outros tipos de cirurgia, tais como: vesícula, hérnia, diverticulite, ginecologia, entre outras”, conclui o cirurgião coloproctologista.

Para o diretor do Hospital São Camilo de Salto, Renato Cassani, a parceria com o Instituto Lubeck permite ao hospital colocar à disposição de pacientes do SUS, equipamentos com tecnologia de ponta utilizados nos melhores hospitais do país. “Em 2013, a equipe médica do Instituto Lubeck realizou, no Hospital São Camilo de Salto, a primeira cirurgia com o Google Glass no Brasil. Agora, com a disponibilização deste equipamento de vídeo laparoscopia em 3D, o pioneirismo do doutor Miguel Pedroso faz com que a medicina e a tecnologia caminhem juntas para uma melhor qualidade de vida dos pacientes”, finaliza.

Comentários

Sorteios