Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 17 de março de 2010

Xô, motoca!

Crédito: Internet Xô, motoca!
Quem nunca viu ou soube de um acidente com moto?

Tenho um tio motociclista que reside em São Roque (SP). É conhecido como “Profeta, o Vovô da Estrada”. Aos 65 anos, ainda viaja pelo Brasil em encontros de motos. De tempos em tempos faz excursões solitárias também fora do país. Já esteve na região da Patagônia, no Uruguai e na Bolívia, entre outros lugares.

Tive minha fase de desejar uma motocicleta. Mas sempre senti 5% de receio ao me imaginar pilotando uma. “Na moto a cabeça é o pára-brisa e as pernas são o pára-choque”, me diziam os mais preocupados. Alguns acidentes que já vi me provaram ser uma infeliz realidade.

Lendo o jornal hoje de manhã, fico sabendo que a prefeitura de São Paulo irá proibir a circulação de motos na via expressa da Marginal Tietê e na Avenida 23 de Maio. Na primeira, foram 600 acidentes envolvendo motociclistas no ano passado. Na segunda foram 182 acidentes, cerca de 70% das ocorrências no local.

O aumento do poder aquisitivo dos brasileiros na última década aumentou a venda de eletrodomésticos, automóveis e motocicletas. Em relação a essas últimas podemos constatar o fato a olho nu, nas ruas das cidades. Infelizmente, nem sempre são guiadas por gente prudente e responsável.

Pense nos últimos cinco anos. Duvido que não se lembrará de algum parente, amigo ou conhecido que sofreu um acidente com moto. Creio que o remédio é o de sempre: respeito às normas de segurança, às leis de trânsito, aos outros motoristas e pedestres, além de muita falta de pressa ao guiar. De ambas as partes.

 

- Faça seu comentário e mande sua sugestão de assunto para o artigo seguinte!

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo