Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Volte sempre

XXVII DOMINGO DO TEMPO COMUM

Outubro, 6 – 2013         -        Ano “C”

Evangelho (Lucas, 17, 5-10)

.....................................................................................................................................................

“”   Naquele tempo, os apóstolos disseram ao Senhor:

“Aumenta a nossa fé!”

O Senhor respondeu:

“Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria. Se alguém de vós tem um empregado que trabalha a terra e cuida dos animais, por acaso vai dizer-lhe, quando ele volta do campo: ‘Vem depressa para a mesa’? Pelo contrário, não vai dizer ao empregado: ‘Prepara-me o jantar, cinge-te e serve-me, enquanto eu como e bebo; depois disso tu poderás comer e beber’? Será que vai agradecer ao empregado, porque fez o que lhe havia mandado? Assim também vos, quando tiverdes feito tudo o que vos mandaram, dizei: ‘Somos servos inúteis; fizemos o que devíamos fazer’”.  

......................................................................................................................................................

Realmente a fé que os homens e mulheres professam, nasce muito mais de uma declaração inconsciente, do um sentimento alicerçado na confiança em Deus, que nunca falha.

Também, noutras vezes, quando se fala em matéria de fé, limitam-se a dizer e o fazem com sinceridade, que professam e acreditam na sua religião. Neste caso, a católica, vinda de Jesus e hoje perpetuada no amaino das ovelhas por Sua Santidade o Papa.

Em resumo, confunde-se a credibilidade – a fé – na Igreja Católica, mas em situações de aperturas e dificuldades, não raro se desviam para recursos ou crendices vãs que não levam a nada. Puro desespero somando-se no fundo a na verdade uma falta de fé.

Principalmente num quadro de quando se esteve há muito tempo desligado ou esquecido das práticas religiosas, parar um pouco é um remédio de efeito assegurado.

Refletir e acreditar que Jesus nunca se distancia da gente.

Creia e volte.

Volte com fé.

Será recebido alegremente pelo Senhor Jesus.

 

                                                                                           João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio