Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Vocação Para Amar

Crédito: Internet Vocação Para Amar
Cristão que não ama está em contra testemunho.

Sei que os tempos não estão fáceis. Vivo no mesmo mundo que outros 7 bilhões de habitantes do planeta. Mesmo assim, entendo que de forma geral o ser humano tem uma vocação para amar que prevalece sobre quaisquer dificuldades.

Não preciso de estatísticas para verificar que no mundo há mais pessoas dedicadas a amar do que a odiar. Sim, existe ódio ao redor do globo. E esse sentimento maldito nos é apresentado diariamente de mil e uma maneiras. Porém, creio que haveria um caos bem maior caso a maioria da humanidade preferisse odiar em vez de amar.

Amar também se aprende. Especiais que somos, os seres humanos já aprender a ser amados no ventre materno. Sendo amados primeiro, podemos seguir o exemplo do amor e amar também. O amor materno é o primeiro sinal de amor que sentimos em nossa pele.

O amor vai acompanhando nosso desenvolvimento em todas as etapas da vida. O amor materno estende-se ao amor de toda a família. O amor em família cresce com o amor às amizades. O amor às amizades intensifica-se com o amor a um(a) namorado(a). Esse amor aumenta mais ainda quando marido e mulher resolvem se unir e ter filhos, fechando-se uma parte do ciclo.

Há pessoas que não sabem amar? Com certeza! Penso que não sabem porque não foram amados primeiro. Não amam porque não sabem o que é amar e o sentimento de plenitude que só o amor nos traz. Falhas no percurso do amor também podem ter ocorrido e assim alguns se traumatizam, rejeitam os modos de externar o seu amor. E com isso deixam de viver este primordial sentimento humano.

Há pessoas que confundem o amar? Com certeza! Propositalmente confunde-se sexo com amor. Normas éticas e morais são deixadas de lado “em nome do amor”. Compromissos e responsabilidades são jogadas para o alto porque “o amor falou mais alto”. Ledo engano: o amor nunca pode ser confundido com egoísmo, posição cômoda de quem ama apenas a si mesmo.

O mundo anda tão cruel ultimamente, que está endurecendo o coração das pessoas. As preocupações e turbulências da vida estão desviando homens e mulheres do foco principal, que é viver feliz e amando. De fato, que adianta tanto lutar e trabalhar, discutir e batalhar, se no fim não tivermos uma vida feliz com as pessoas que amamos?

Hoje em dia, quando se fala em amor, algumas pessoas acham ser algo ingênuo. Dizer que o amor é a solução para os problemas da humanidade, parece para essas pessoas algo como um conto de fadas. É uma pena, pois se pararmos realmente para analisar, o amor resolve quase tudo. Não sem dificuldades, porém efetivamente.

Cristão que odeiam, vivem um contracenso. Cristãos que não amam, estão em contra testemunho. Nossa vocação é amar, acima de tudo. Esse é o mais importante mandamento que nos foi dado por Deus.

Amém.

- Acompanhe o Programa Amém todas as terças-feiras, das 20h às 22h, na Rádio Nova Itu 105,9 FM ou em www.novaitufm.com.br

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo