Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Veja "Argo"

Crédito: Divulgação Veja "Argo"
Affleck: de "Demolidor" a ótimo diretor

Esqueça os blockbusters de última hora. Nada de Crepúsculo, Hobbit ou Superman. Faça um favor a si mesmo(a) e conceda-se o prazer de assistir um trabalho cinematográfico de verdade.

Sem efeitos especiais. Sem idéias mirabolantes. Sem pretensos atores biliardários de Hollywood. Apenas um bom roteiro, com bons atores, um bom diretor e uma boa carga dramática.

Baseado em fatos reais, "Argo" tem como contexto a crise entre Irã e EUA no fim da década de 1970. Não convém aqui fazer uma aula de história. O Google está aí pra isso mesmo.

Seis diplomatas norte-americanos precisam ser retirados do Irã de modo secreto. Há aquele clima de filme-espionagem, uma tensão no ar, tom de segredo.

Para tal proeza, o governo dos EUA chama um "exfiltrador" (contrário de infiltrador) para realizar o serviço. Eis que ele resolve fazer tudo como se fosse um filme para o cinema. Com base numa mentira, precisa cumprir uma missão de verdade.

Em 1979, a história aconteceu de fato. A adaptação para o cinema não foi fantasiada ou romanceada. Ela foi adaptada. Afinal, passaram mais de trinta anos.

Um dos destaques do filme é Ben Affleck. Muitos lembram dele no papel do herói "Demolidor" (Daredevil), filme da Marvel nos anos 1990. Aliás, foi um herói de quadrinhos meio canastrão.

Ainda bem! Affleck percebeu que não servia apenas para o entretenimento no cinema. Seria mais um ator entre muitos Em vez disso, aprimorou-se: investiu na carreira de diretor e se deu bem. Ele é o diretor de "Argo" e também o ator principal. Conta com a parceria nesta produção do renomado George Clooney, ganhador do Oscar em 2006.

Sem alarde, sem cair na propaganda apelativa dos tempos modernos, "Argo" ganhou ótimas críticas e foi aprovado pelos cinéfilos. É um dos sérios concorrentes ao Globo de Ouro do ano que vem.

Você e eu podemos nos divertir com muito prazer assistindo Superman, o Hobbit ou a Saga Crepúsculo. Mas cinema de verdade, de vez em quando, faz um bem danado para a mente, para o coração e para o senso crítico.

Veja "Argo". Vale muito mais do que apenas a pipoca...

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo