Colunistas

Publicado: Quinta-feira, 18 de abril de 2013

Uma viagem para o fantástico mundo da imaginação

Uma viagem para o fantástico mundo da imaginação
O Projeto "BuZum!" consegue levar a qualquer lugar deste Brasil o prazeroso clima teatral, perfeitamente adaptado dentro de um ônibus com janelas bem abertas para o fantástico mundo da imaginação.

Viajar, conhecer novos lugares, observar outros jeitos de ser e viver são alimentos ricos, prazerosos e necessários para a inteligência humana – talvez a única espécie entre os seres vivos deste planeta a desfrutar da capacidade criativa.

No entanto, as viagens a nos fazer bem não precisam atravessar barreiras físicas ou percorrer quilômetros. Somos capazes da imaginação, e com ela vencer limites, superar desafios e inventar o novo.

Todos nós sabemos que a infância é a fase na qual mais nos sentimos livres para sonhar, inventar e imaginar. Ou, pelo menos, deveria ser... Nem sempre ser criança significa ter infância. São muitas as histórias de infância roubada, reprimida ou até mesmo escravizada; ainda assim, é nela que a imaginação ganha asas para alcançar viagens distantes.  Quem não se lembra da brincadeira de olhar para as nuvens no céu e encontrar animais gigantes?  Ou das caixinhas de fósforos que se transformavam em carrinhos de corrida ou em goleiros de futebol de botão? Ou, ainda, das folhinhas e pedrinhas misturadas, em comida de gente?

Por isso, o “BuZum!”  faz tanto sucesso. Inspirado na ideia de que a imaginação é a capacidade de olhar para além das janelas do real, o Projeto “BuZum!”  consegue  levar  a qualquer lugar deste  Brasil  o prazeroso clima teatral, perfeitamente  adaptado dentro de um ônibus com janelas bem abertas para o fantástico mundo da imaginação.   Numa mistura de instalação com teatro de bonecos, quando a porta do ônibus se abre e o tapete vermelho é estendido, os espectadores ‒ não importa a idade ‒  são agradavelmente surpreendidos pelo clima de magia e poesia; encanto e beleza... Além de muito sentimento.

Aliás, sentimento é a grande atração do Projeto “BuZum!”, porque é o que de fato importa para a vida toda. Não são raras as histórias de grandes personalidades que relatam a força da imaginação no desenvolvimento da sua inteligência. O escritor Ítalo Calvino dizia que, quando criança, adorava histórias em quadrinhos, mas que não se importava muito com os textos; preferia fantasiar em cima das figuras, imaginando ele próprio a continuação da história.

Mesmo que a sensação seja fantasiosa, o sentimento é real. Tão real que, ao terminar o espetáculo dentro do ônibus, muitos perguntam: “Onde estamos agora?” A sensação da viagem é o resultado do sentimento influenciando a realidade, e da realidade influenciando o sentimento.

Nesse sentido, além do ambiente teatral, do contato com a obra e com os artistas, o Projeto “BuZum!”tem o poder de entregar às crianças e aos adolescentes do nosso país a capacidade de sair da rotina e viajar pelos caminhos da imaginação.  

Comentários

Conversas Entrelinhas

Mércia Falcini

Mércia Falcini

Psicopedagoga com Especialização em Formação de Professores e Sistema de Gestão. Atualmente é Diretora da Consultoria e Assessoria Saberes, Membro Fundador da Academia Saltense de Letras e colunista do site Itu.com.br.

Arquivo

14 de março de 2016

A corrida aos cinquenta

1 de outubro de 2015

Um filho gay: dores e amores

8 de dezembro de 2014

Refazendo as verdades

6 de março de 2014

A dor da perda

14 de fevereiro de 2014

A Pata do Elefante