Colunistas

Publicado: Sábado, 24 de fevereiro de 2018

Uma nesga apenas da glória

REFLEXÃO DOMINICAL – 25.2.2018

Liturgia do Ano B, de Marcos. Cor litúrgica: roxo

Evangelho (Mc. 9, 2-10)

...................

Não houvesse Jesus, com sua vida terrena, feito nenhum outro milagre, este bastaria para lhe conferir crédito pessoal e à sua pregação – o da Transfiguração.

Em verdade, conquanto de poucos minutos, um pedaço dos céus – a glória portanto – terá sido baixado aqui para a terra.

Imagine-se a estupefação dos discípulos, medo mesmo na verdade, quando todo o local fica tomado de luminosidade nunca vista, mesmo porque a dos céus ali ocorria.

No contraponto de sua simplicidade e por consequência na pureza de seus sentimentos, o do medo também, mas a iniciativa parte dele, Pedro, como sempre, com a proposta de que ali se erguessem três tendas. Não mencionou abrigo nem para si nem para os companheiros Tiago e João. Compreensível querer ali permanecer. Claro.

Em seguida o brilho invulgar e celestial se desfez.

Jesus apenas lhes recomenda recato e segredo sobre o episódio que, de fato, só veio ao conhecimento comum, uma vez finda a vida pública de Jesus.

Inimaginável a  nós outros a ternura e as sensações de recompensa que se esperam nos céus para os justos aqui da terra.

Não se vivera ali senão e apenas uma nesga da glória eterna.

 

                                                                            João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

18 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio