Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Uma festa no céu

A menina deitada de bruços balança os quadris ao som dos Beatles lembrando o filme onde as garotas ensandecidas fazem toda a sorte de loucuras. Tem vontade de fazer loucuras também, imagina-se integrando aquele grupo alucinado e cantarola:: ”imagine um mundo sem escola”. “sem pais nem professores”.. “sem horários pra sair da cama nem pra voltar pra casa”...

O som espalha-se pela casa toda, preenche todos os vãos e invade os ouvidos açoitando os tímpanos dos pais que chegam até o quarto falando algo que ninguém ouve, pois suas vozes são abafadas pela estonteante melodia e a vovó vem toda contentinha contar que sua surdez sarou, pois está ouvindo a música.

A melodia vai mais longe, sai à rua onde uns rapazes que passam, quase sem perceber, gingam ao seu compasso, entra na casa vizinha e acorda o bebê, adentra a Igreja e mistura-se ao canto chão compondo uma original sinfonia.

Quando John Lennon foi para outra esfera o mundo todo cobriu-se de luto.

Um silêncio pesado caiu sobre a Terra, como se nada nem ninguém pudesse substituí-lo como se nenhuma outra música pudesse ser semelhante a sua, como se todas as guitarras tivessem perdido o som. . Como seria agora sem a sua alegria, sua musica, seu carisma?

A garota cantarola tristemente a sua rebeldia “imagine um mundo sem escolas, sem horários... nem restrições...”.

E acrescenta chorando: “imagine um mundo sem o John Lennon”

No além, no entanto, uma grande festa era preparada para recebê-lo. Pôr ordem do Arcanjo todos os anjos afinaram suas harpas e suas trombetas e os Santos prepararam-se para uma festa diferente.

Assim que o som de sua guitarra calou-se cá na Terra, sua música alegre pode ser ouvida pelos seres angelicais em todo o Olimpo.

Os anjos cantaram com ele, “nothing´s gonna change my world”.

E o Céu nunca mais foi o mesmo.

Comentários

Os contos da Maith

Maith

Maith

Escritora amadora, apelidada carinhosamente de bisavó blogueira. Vive em Sorocaba.

Arquivo

30 de abril de 2012

Um rosto barbado

23 de abril de 2012

O ovo da Páscoa

16 de abril de 2012

Pode me chamar de Judas

9 de abril de 2012

Do diário de uma adolescente

2 de abril de 2012

Flores da minha vida