Colunistas

Publicado: Terça-feira, 16 de maio de 2017

Um sonho autêntico

Crédito: Fococriativo Imagem Um sonho autêntico
um mini wedding dos sonhos

Essa semana saiu numa revista da região uma matéria com um casal que tive a oportunidade de ser a cerimonialista. Recordando este dia, vendo os detalhes, lembrando de cada reunião, cada conversa, cada conquista deles, tive a certeza que ser autêntico é o segredo para o evento ser inesquecível.

Sempre comento com meus clientes sobre a questão da identidade visual presente no evento, esta, que nada mais é que o perfil, estilo e jeito deles, estampada através de uma arte que pode ser usada desde o save the date – aquele bilhetinho fofo que significa ‘reserve esta data’, que se envia seis meses antes para os convidados-, passando pelo convite, cardápios e diversas plaquinhas distribuídas em pontos estratégicos no local da festa.

Parece que entramos numa fôrma, com a proporção que ganhou uma festa de casamento, dá-se a impressão de que se não fizermos conforme a moda, estamos fora da realidade.
Mas e aí, se você não tem como bancar um casamento na igreja mais tradicional da sua cidade, no melhor espaço de eventos, com o buffet mais renomado, com a banda do momento, com 10 docinhos por pessoa, com lembrancinhas como cabine de foto, bem casado, chinelinho para as mulheres, lembrança para pais, padrinhos, damas e pajens, pista de dança de led, iluminação cênica, bebidas chiques e importadas a vontade, com a cerimonialista mais renomada da região, você faz o que?

Não se casa?
Adia o sonho até ter esta possibilidade?
Vende o cachorro o papagaio e o periquito?
Entra numa dívida sem tamanho?
Se sente frustrada porque a melhor amiga da sua colega de trabalho fez e você não?
Ou simplesmente acredita que o sentimento que você tem pelo seu noivo e seu noivo tem por você, está acima de grandes festas e juntos, procuram uma alternativa que realmente tenha a identidade e a essência real de vocês?

Nesta matéria vi isso muito claro, dois jovens, bem jovens aliás, que uniram sonhos, forças e valores pessoais. Um casal que não estava preocupado se sua festa pareceria com aquelas festas luxuosas do Palácio dos Cedros, mas que fazia questão sim, de ter uma grande festa que demonstrasse a autenticidade e o sentimento de ambos.
Cada detalhe foi extremamente planejado, calculado e sonhado. E sem dúvida, esses detalhes fizeram a diferença.

As madrinhas com a mesma cor de vestido com uma corsage no pulso, a noiva de all star, o noivo de fraque com all star, o buquê de borboletas de papel, o pajem foi o cachorrinho do casal, a cerimônia embaixo de uma mangueira que transbordava sombra, uma celebração apaixonante, com votos sinceros e espontâneos, um mini wedding que deixou todo mundo de boca aberta, impressionados pela singeleza de cada detalhe e principalmente impactados pelo sentimento de união, companheirismo e amor que havia naquela ocasião.

E tem mais, foi um mini wedding!!! Com no máximo 70 pessoas, isso prova mais uma vez que festa boa não quer dizer quantidade de convidados, mas sim, a qualidade dos mesmos. Aqueles ‘velhos e bons’ amigos, companheiros, familiares que fazem questão ‘de ser’.

Mas olha só, com tudo isso não estou querendo dizer que você não possa se casar no Palácio dos Cedros, é claaa-ro que você pode e deve, se este for realmente seu sonho e se você tiver condições para arcar com isso. Eu vou ter o maior prazer e alegria de te assessorar neste projeto. Também não estou querendo dizer que não se deve convidar 300 pessoas para a sua festa, é só uma reflexão do que tenho ouvido por aí, pessoas se frustrando ou entrando em depressão ou até mesmo em dívida, porque gostaria de seguir um estilo que talvez, neste momento, não seja condizente.

Não podemos colocar o glamour na frente do sentimento, mas todo sentimento pode e deve estar acompanhado de um glamour.... – risos.

E no final de tudo, siga o conselho da Paula Toller (Kid Abelha) quando canta “jogue suas mãos para o céu, agradeça se acaso tiver, alguém que você gostaria que, estivesse sempre com você, na rua, na chuva na fazenda, ou numa casinha de sapê”.


 

Comentários

Realizando sonhos

Fernanda Mariáh

Fernanda Mariáh

Formada em Jornalismo com pós-graduação em Gestão de Pessoas. Atuou por seis anos como assessora de imprensa, e migrou para a área de eventos. Há quatro anos é organizadora de festas como casamentos, bodas, aniversários, batizados, corporativos e outros.

Arquivo

8 dias atrás

Um sonho autêntico

4 de abril de 2017

Criança sendo criança

23 de março de 2017

Cerimonialista, pra quê?