Colunistas

Publicado: Sábado, 10 de maio de 2014

Tomara

IV DOMINGO DA PÁSCOA – Ano “A”

Maio, 11, Dia das Mães – 2014

Evangelho (João, 10, 1-10)

...............................................................................................................................

“”   Naquele tempo, disse Jesus:

“Em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, massobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas. A esse o porteiro abre, e as ovelhas escutam a sua voz; ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz para fora. E, depois de fazer sair todas as que são suas, caminha à sua frente, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz.

Mas não seguem um estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”.

Jesus contou-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que Ele queria dizer.

Então Jesus continuou:

“Em verdade, em verdade vos digo, eu sou a porta das ovelhas. Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os escutaram.

Eu sou a porta.

Quem entrar por mim salvo; entrará e sairá e encontrará pastagem. O ladrão só vem para roubar, matar e destruir.

Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”.   “”

...............................................................................................................................

Eis aí algumas declarações do Mestre plenas de amor, predileção e cuidado para com aqueles que ouvem suas mensagens e atendem o convite para que andem lado a lado com Ele.

Referência clara aos justos seguidores de seus passos, convite dele para todas as épocas, pessoas e lugares. Fora dele não há salvação. Absolutamente.

Tanta certeza empresta Jesus a essas declarações de amor ao ser humano, que não poupa palavras duras ao se referir aos falsos profetas.

Nesse particular, em dias de agora, pululam aos milhares os milagreiros, difundidos amplamente em templos às vezes até suntuosos. A mídia que o diga.

Locupletam-se a si mesmos, numa enganação nem tanto apenas dos incautos. Esses falsos profetas da modernidade encontram ressonância às vezes junto a pessoas conscientes e cultas, mas de vida ou negócios irregulares que, enganadores de si próprios, tentam se apegar a algo superior e divino. Sabem-se errados, tem lá seus temores diante de Deus e o procuram porém onde Ele não está.

De todo modo, existe a evidência de que o mundo está às avessas, numa liberalidade contundente, a ponto de que se ponham senão em dúvida mas com certeza faça-se pouco do bom e do bem.

Tomara a declaração de carinho e amor de Jesus ajude o ser humano em geral. Para ele saber escutar o tom de voz do pastor, que ama invariavelmente e cuida com zelo insuperável dos que se deixem por Ele conduzir.

Tomara.

                                                                                    João Paulo

 

 

           

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

17 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio