Colunistas

Publicado: Sábado, 11 de novembro de 2017

Tenha o óleo sempre à mão

REFLEXÃO DOMINICAL – Ano “A” de Mateus

12.11.2017 – Paramentos: Verde

Evangelho (Mt. 25, 1-13)

...

“”    Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola:

“O reino dos céus é como a história das dez jovens que pegaram suas lâmpadas de óleo e saíram ao encontro do noivo.

Cinco delas eram imprevidentes e as outras cinco eram previdentes.

As imprevidentes pegaram as suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. As previdentes, porém, levaram vasilhas com óleo junto com as lâmpadas.

O noivo estava demorando, e todas elas acabaram cochilando e dormindo.

No meio da noite, ouviu-se um grito:

‘O noivo está chegando. Ide ao seu encontro!´

Então as dez jovens se levantaram e prepararam as lâmpadas.

As imprevidentes disseram às previdentes:

´Dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando´.

As previdentes responderam:

´De modo nenhum, porque o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar aos vendedores´.

Enquanto elas foram comprar o óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa de casamento.

Por fim, chegaram também as outras jovens e disseram:

´Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!´

Ele, porém, respondeu:

´Em verdade eu vos digo, não vos conheço!´

Portanto, ficai vigiando, pois não sabeis qual será o dia nem a hora.”

...

Também aqui, de clara obviedade, o entendimento do evangelho, este a respeito das noivas previdentes e as imprevidentes. Jesus, a servir-se costumeiramente de parábolas, para aplicação e entendimento de suas lições.

Significaria, numa interpretação ainda mais singela, que de pouco adiante até desejar seguir a senda preconizada por Jesus, porque acham muitos que ela atrai e salva, porém não se definem por inteiro e a contento. Ficam numa faixa intermediária, seja por dúvida, seja porque acreditam que a adesão sistemática a Jesus pode ser um pouco protelada.

Daqui a algum tempo ...

No plano espiritual, incertezas ou dúvidas ou adiamento nas decisões, significam risco demasiado. Sim, sabe-se que é o bom e o certo seguir, mas pode esperar mais um pouco.

Quanto mais agora, em dias de hoje, em que a mazela grassa com o maior descaramento, que esperança terá alguém de que um dia vai mudar?

É trazer o óleo sempre consigo.

                                                               João Paulo

 

 

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio