Colunistas

Publicado: Terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Soneto Para o Meu Amor

Crédito: © George Gimenes Soneto Para o Meu Amor

 

 

 

 

 

 

 

Soneto Para o Meu Amor

És meu muro e ante-muro,
Bem mais valioso que ouro,
Meu firme porto seguro,
Minha luz e meu tesouro!

Uma pétala, ternura
Delicada como a rosa,
Alma tão bela e pura,
Forte, radiante e viçosa!

Uma mulher por completo:
Sábia, linda, profusa chama
Que meu coração inflama.

Tens meu eterno afeto,
Sincero, deste inquieto
Que profundamente te ama!


Comentários

É Tempo de Poesia

George Gimenes

George Gimenes

Formado em Engenharia Elétrica pela Unicamp, poeta por vocação, publica online no "Recanto das Letras" e em seu blog "O Engenheiro Que Virou Poeta". Possui também publicações em livro solo e em antologias. Natural de Itu, reside com sua esposa no Canadá.

Arquivo

22 dias atrás

New York

31 de agosto de 2019

Andorinhas

9 de agosto de 2019

Mãos Procuram-se

23 de maio de 2019

Saudade Sem Saída

12 de maio de 2019

Mãe Inexplicável

Ariza Centro Veterinrio