Colunistas

Publicado: Terça-feira, 1 de junho de 2010

SALA NA COPA - Eslováquia e Nova Zelândia

Crédito: Internet SALA NA COPA - Eslováquia e Nova Zelândia
A Eslováquia tem passado. A Nova Zelândia não.

Qual a diferença entre os dois selecionados? A Eslováquia tem um passado. A Nova Zelândia não.

Entre os feitos antigos, a Eslováquia tem no currículo duas finais de Copa do Mundo. A primeira na Itália, em 1934, quando perdeu para o time da casa. E a segunda no Chile, em 1962, onde o Brasil foi bicampeão. O nome desses saudosos tempos era o do atacante Adolf Scherer, que atuou nas Copas de 1958 e 1962.

Classificada como a 38ª melhor seleção no mundo, de acordo com o ranking da FIFA, a Seleção da Eslováquia fez sua última participação na Copa em 1990, na Itália, quando alcançou um sexto lugar.

A Seleção Neozelandesa não tem um passado glorioso. Nem um presente. Acho que nem futuro tem também. Participou apenas uma vez da Copa do Mundo, em 1982, na Espanha, ganhando o 23º lugar. Detalhe: naquela edição foram 24 as seleções disputando o caneco.

No fundo conseguiu a classificação para a Copa da África porque seu caso é meio parecido com o da vizinha Austrália e jogou com times como o Bahrein e a Jordânia, claramente não tradicionais em se tratando de futebol.

Para resumir a questão sobre a diferença entre os times de Eslováquia e Nova Zelândia, basta dizer que da primeira se pode esperar alguma coisa e, da segunda, coisa nenhuma.

- Faça seu comentário e mande sua sugestão de assunto para o artigo seguinte!

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo