Colunistas

Publicado: Sábado, 24 de abril de 2010

"Eu e o Pai somos um"

Quarto Domingo da Páscoa.

25 de abril. 2010.

Evangelho segundo João (10, 27-30).

..............................

“” Naquele tempo, disse Jesus:

“As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos um”.

..............................

 

Faz muito pouco tempo que, aqui mesmo, comentou-se a amável e consoladora expressão de Jesus, ao enaltecer a fé daqueles que viessem a acreditar, mesmo sem ter presenciado seus milagres.

No breve trecho de João, hoje – quatro versículos apenas – ocorre o oposto:

O descrédito dos judeus, a querer apedrejar Jesus, por dizer-se, Ele próprio, que era Deus. E o é efetivamente.

A esses, não foram suficientes nem os prodígios. Quanto aos homens do templo, escribas e sacerdotes, haveriam também certamente de hostilizar Jesus, por temer nele uma possível concorrência. Faziam-se passar por sábios e de conduta exemplar, perante o povo e não desejariam competidores nesse privilégio. Bem se sabe que no fundo eram mesmo hipócritas.

A despeito das ameaças, Jesus não se intimidade, ao reiterar e confirmar sua divindade.

Fala taxativamente:

“Eu e o Pai somos um”.

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio