Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 23 de março de 2011

Que Calor!

Crédito: Internet Que Calor!
Está muito quente ou é culpa da gente?

Passei todo o verão ouvindo reclamações em geral quanto às altas temperaturas. Parece meio óbvio que em um país tropical, durante a estação mais quente do ano, o calor seja mesmo de amargar. Porém, tenho cá minhas dúvidas se a culpa é inteiramente do clima no planeta.

Resolvi elencar cinco tópicos que contribuem para a sensação de aumento do calor. Lembrando que, como diz o Conde de Itapipoca, não sou especializado nesta área: “O jornalista é um especialista que entende quase nada sobre um pouco de tudo”.

Gordura Corporal – Sem preconceito em relação aos fofinhos e fofinhas, mas todos sabemos que a gordura é um isolante térmico super eficaz. Não é à toa que baleias, focas e afins protegem-se do frio exatamente com uma capa grossa de gordura sob a epiderme. Pessoas obesas sentem mais calor. Exercícios físicos, creio eu, ajudariam a manter a forma e contornar esse e outros problemas.

Roupa Errada – Tem gente que levanta de manhã, vê o céu nublado e tira a blusa de lã do armário. É preciso lembrar: ausência de sol não significa ausência de calor. Pode estar quente inclusive durante uma chuva... de verão! Cansei de ver pessoas, dia ou noite, vestindo blusas e afins para depois reclamarem de calor. E pensar que o ser humano se distingue pela capacidade de se adaptar...

Alimentação – A gente é o que a gente come. E no verão a dieta tem que ser apropriada ao clima. Há quem coma feijoada, macarronada com frango e parmegiana gigante na hora do almoço, durante o pico de calor. E depois passa a tarde inteira suando e correndo risco de congestão. Se optassem pela salada, pelas frutas e sucos, ficariam mais bem dispostos e com a temperatura corporal em ordem.

Maus Hábitos Modernos – Que delícia ficar debaixo do ventilador ou na sala com ar-condicionado, no verão! Ledo engano. Tais hábitos só fazem descontrolar nossa temperatura corporal. Basta uma saidinha de dez minutos na rua, em temperatura normal, para passarmos mal. Correndo inclusive o risco de uma gripe ou coisa pior, com tanto vai e vem de temperatura. Os beduínos do deserto não tomam água gelada. Antes, usam largas vestes que cobrem o corpo inteiro, protegendo-se do sol e do calor. Eis a lição: é preciso se adaptar ao clima e não forçar o contrário.

Falta de assunto -  Gente que não lê jornal ou passa por alguma situação constrangedora, acaba soltando um “Nossa, como está calor...” com o intuito de desconversar. É fato social indisfarçável, quase uma convenção. Sugiro novas frases no estilo auto-ajuda, bem mais animadoras. Pelo menos escutaríamos um incentivo e não colocaríamos mais culpa no clima do planeta.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo