Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Quarenta anos: 04 décadas em 04 palavras

Quarenta anos: 04 décadas em 04 palavras
Não há resposta melhor que o espetáculo da vida...

Ainda jovem quando escolhemos a profissão a seguir não imaginamos a dimensão desse gesto.  A vida profissional se mistura com a vida pessoal de tal forma que passamos a ser reconhecidos quase que exclusivamente pelo que fazemos. O que somos é o que fazemos e o que fazemos é o que somos. 

Assim, quando convidada a prestar consultoria educacional à APAE sabia o que me esperava: as ações profissionais ali desempenhadas iriam tocar substancialmente minha vida pessoal.   

Eu estava certa.

Por isso, o desejo de homenagear a APAE/SALTO, pelo seu aniversário de 40 anos, nasceu do sentimento existente ao redor das palavras, cuidadosamente escritas neste breve espaço. O propósito é possibilitar aos leitores a compreensão de um mundo de amor e superação diária, incansável persistência e profunda esperança.

Basta abrir a porta da APAE e ser recebido pelos seus alunos para sentir que a vida lá dentro tem um jeito diferente e contrário à obviedade. Embora cegas, as pessoas enxergam o companheiro; embora surdas, sabem respeitar o desabafo do amigo. Sem andar, chegam até o outro para oferecer ajuda. Especiais, diferentes ou deficientes superam-se e se desafiam, sem perder a alegria.

É lá dentro que o tempo perde a pressa, afina o compasso da vida e regula as batidas do sentimento.  E nessa energia interrompe a sensação de que tudo acontece tão rápido que não damos conta da sua intensidade, da sua profundidade... Porque na vida o que eterniza o tempo e o faz inteiro são os gestos e os sentimentos, ainda que esquecidos na sua história.   

Uma história de 40 anos não pode ser esquecida. Precisamos resgatar seu tempo e num gesto simbólico comemorar sua existência. 

Com isso, as 04 palavras escolhidas para selar as 04 décadas de existência da APAE/SALTO:

A M O R – P E R S I T Ê N C I A – E S P E R A N Ç A – S U P E R A Ç Ã O,

podem nos dizer, afinal, nas palavras de João Cabral de Melo Neto, que prá tudo que se faz, se empenha e se conquista não há resposta melhor que o espetáculo da vida: vê-la superar desafios, brotar nos sonhos e melhorar sentimentos. Vê-la desfiar seu fio, tecer a mente e esticar a alma. Vê-la explodir em vida: em nova vida que muda o nosso mundo.

Comentários

Conversas Entrelinhas

Mércia Falcini

Mércia Falcini

Psicopedagoga com Especialização em Formação de Professores e Sistema de Gestão. Atualmente é Diretora da Consultoria e Assessoria Saberes, Membro Fundador da Academia Saltense de Letras e colunista do site Itu.com.br.

Arquivo

14 de março de 2016

A corrida aos cinquenta

1 de outubro de 2015

Um filho gay: dores e amores

8 de dezembro de 2014

Refazendo as verdades

6 de março de 2014

A dor da perda

14 de fevereiro de 2014

A Pata do Elefante