Colunistas

Publicado: Domingo, 25 de novembro de 2018

Respostas sobre exercícios na saúde geral.

Crédito: www.google.com.br Respostas sobre exercícios na saúde geral.
Indicadores de saúde

 

Já é bem elucidado na literatura sobre os inúmeros benefícios da prática regular dos exercícios resistidos e aeróbios em adolescentes, adultos saudáveis, gestantes e idosos, porém, quando se trata de pessoas com restrições tais como, indivíduos com doenças cardiometabólicas (Diabetes tipo 2, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, obesidade, síndrome metabólica, dentre outras), quais os posicionamentos sobre as recomendações mais atuais literárias?

Segundo as diretrizes publicadas recentemente pelas instituições de grande peso científico, American Heart Association e o renomado Colégio Americano de Medicina do Esporte, que são indicados para prevenção, melhoria e manutenção nos indicadores de saúde geral, os benefícios ocorrem:

à Redução do risco de mortalidade por doenças cardiometabólicas;

à Protege contra o surgimento e desenvolvimento de doenças cardiometabólicas;

à Aumento do tecido muscular esquelético;

à Redução da adiposidade corporal;

à Elevação nos níveis de força, potência e capacidade cardiopulmonar;

à Aumento da taxa metabólica basal (TMB);

à Potencialização do crescimento, desenvolvimento e coordenação motora de crianças e adolescente mesmo possuindo restrições;

à Elevações nos níveis de densidade mineral óssea;

à Melhor controle glicêmico;

à Controle e redução dos níveis pressóricos;

à Melhora do perfil lipídico sanguíneo;

à Fortalecimento dos tendões e aparato articular;

à Melhoria dos indicadores psicológicos tais como: autoestima, percepção da imagem corporal e resiliência;

à Melhora na qualidade do sono.

Vale a pena ressaltar que os benefícios citados acima, só ocorrem quando a prática é realizada de forma sistemática e contínua.

  

Comentários

Entendendo o mundo fitness

Pedro de P. L. Aguiar

Pedro de P. L. Aguiar

Graduado em Educação Física pelo Ceunsp; Pós-graduado em bioquímica, fisiologia, treinamento, nutrição desportiva pela Unicamp; e Pós-graduado em fisiologia do exercício com ênfase em envelhecimento, saúde e doenças na USP.

Arquivo