Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 16 de junho de 2008

Pobres Crianças!

Fim de semana prolongado. Tânia atende ao telefone. É seu ex-marido:
- Alô, Tânia! Estou com um probleminha aqui em casa e não vou poder pegar as meninas este fim de semana. Tudo bem?
- Não! Você tem que pegá-las, sim! Eu já fiquei com elas a semana toda, não é justo...
- Compreenda! A Telma está estressada! Nós dois estamos! As crianças dela dão um trabalhão. Queríamos ir passar o fim de semana na praia, descansar um pouco...
- Eu não tenho nada a ver com o seu stress, muito menos com o stress da Telma. Também estou cansada. Sem contar que o filho do Caio vem ficar aqui. Ele é terrível! Com certeza vai brigar com as meninas.
- O filho do Caio é problema dele. Ele que trate de cuidar para que não toque em nossas filhas, porque se eu souber de alguma coisa vocês vão ver comigo!
- Vamos ver o que? Você é um pai relapso que não pode ficar um fim de semana com as crianças só porque quer ir farrear com essa vagabunda.
- Olhe como fala! Não admito que se refira a Telma nesses termos!
- É isso mesmo! E quer saber mais? Tudo tem que ser do jeito que o juiz determinou. A semana comigo, os fins de semana com você. Será que esqueceu?
- Não vamos brigar! É só um favorzinho que estou pedindo, meu bem!
- Está bem! Eu fico com elas. (com uma ponta de ironia) Bom divertimento!
- Obrigado! Você á um amor, mesmo!
- Pois é, Caio, o Felício pediu para ficarmos com as meninas este fim de semana porque ele está querendo viajar. . .
- De jeito nenhum! Já ficamos a semana toda com elas. Agora é a vez dele. Pode ligar e dar uma desculpa qualquer. Aliás, sabe que seu ex acaba de me dar uma idéia? Vou ligar para a Iracema (sua ex) e ver se ela pode ficar com o Marcelino este fim de semana. Dai nós dois ficamos livres para fazer um programa. Que tal?
- Você censurou tanto o Felício e está querendo fazer o mesmo com a Iracema?
- Mas é muito diferente...
- Diferente por quê? Para mim parece serem situações idênticas.
- A Iracema está sozinha. Não tem nada para fazer nos feriados. Vai até gostar de ficar com o Marcelinho.
Telma anima-se.
Vou ligar para o Felício e dizer que não podemos ficar com as meninas de jeito nenhum.
- E eu vou pedir a Iracema para ficar com o Marcelinho.
- E então? Conseguiu?
- Nada! O Felício disse que já tinha marcado a viagem e reservado hotel, não dava mais para voltar atrás.
- Esse sujeito é um cara de pau! E você é muito mole. Não devia ter concordado com ele.
- Mas o que você quer que eu faça? Não posso largar as crianças na porta da casa dele. E você? Conseguiu pelo menos que a Iracema fique com o Marcelinho?
- Que nada! A Iracema disse que está começando um novo relacionamento e marcaram um passeio para os feriados. Não pode ficar com o filho por causa do namorado! Já não se fazem mães como antigamente!
- Nem pais! Mas agora o melhor que temos a fazer é planejar um fim de semana com as crianças. Não adianta nada ficarmos nos agredindo e piorando a situação.
- Também acho!
 
O telefone toca de novo. Telma atende:
- Felicio! Que foi agora?
- ...
- Mas nós não podemos...
- ...
- Não, não dá!
- ...
- Oh! Felício!
- ...
- Você não tem jeito mesmo!
- ...
- Seta bem!
- ...
- Sim!
 
Desliga. Caio pergunta curioso:
- O que é que ele queria ainda?
- Sabe o que é, o ex marido da Tânia não vai poder ficar com os filhos deles nos feriados e como já pagaram a viagem e não podem mais desistir... Ele pediu para nós ficarmos com as crianças dela...
Comentários

Os contos da Maith

Maith

Maith

Escritora amadora, apelidada carinhosamente de bisavó blogueira. Vive em Sorocaba.

Arquivo

30 de abril de 2012

Um rosto barbado

23 de abril de 2012

O ovo da Páscoa

16 de abril de 2012

Pode me chamar de Judas

9 de abril de 2012

Do diário de uma adolescente

2 de abril de 2012

Flores da minha vida