Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

Os dois reis e os dois labirintos

"Os dois reis e os dois labirintos" é, possivelmente, um dos contos mais curtos da literatura mundial. Conforme a edição em que estiver contido, este conto ocupa apenas uma página (ou menos que isso), i.e., apenas um lado de uma folha do livro! Apesar de sua brevidade, põe a gente para pensar... Escrito por Jorge Luis Borges, o conto relata a história de um rei da Babilônia, que construiu um labirinto fabuloso, de bronze, cheio de escadas, portas e muros. Deste labirinto, nenhum de seus súditos conseguia encontrar a saída, uma vez tendo nele entrado. Certa vez, o rei de Babilônia foi visitado pelo rei dos Árabes. Para humilhar este, o rei da Babilônia fê-lo penetrar no labirinto. O rei árabe vagou um dia inteiro pelo labirinto, mas conseguiu encontrar a saída. Voltando ao seu reino, o rei árabe juntou seus exércitos, arrasou o reino da Babilônia e aprisionou seu rei. Com o rei da Babilônia amarrado sobre um cavalo, o rei árabe cavalgou três dias pelo deserto, o qual ele conhecia muito bem. Então, desamarrou o rei babilônio dizendo-lhe: 
 
"Oh, rei do tempo e substância e símbolo do século, na Babilônia quiseste-me perder num labirinto de bronze com muitas escadas, portas e muros; agora o Poderoso (Alá) achou por bem que eu te mostre o meu (labirinto), onde não há escadas a subir, nem portas a forçar, nem cansativas galerias a percorrer, nem muros que te impeçam os passos".
 
Abandonado no deserto, o rei babilônio morreu de fome e de sede.
Borges adorava labirintos, espelhos, tigres, ciência e, é claro, livros. Vários de seus textos têm como base conceitos da Física ou da Matemática. Em "O Aleph", ele se baseia na maneira como a Matemática lida com a questão da infinitude dos números naturais. Em "O jardim dos caminhos que se bifurcam", Borges brinca com conceitos da Mecânica Quântica. Embora, em outro texto (A biblioteca de Babel), ele estabeleça uma biblioteca labiríntica como metáfora do universo, confesso que nem imagino no que ele poderia estar pensando quando escreveu "Os dois reis e os dois labirintos". Mas eu mesmo visualizo situações no mundo contemporâneo para as quais esse conto me parece uma ótima metáfora. De um lado temos (em Itu, pelo menos) bibliotecas públicas municipais que podem se tornar labirintos como o da Babilônia, com estantes de livros no lugar dos muros, mas sem ordem ou índices (o fio de Ariadne!). De outro lado, temos a internet, "onde não há escadas a subir, nem portas a forçar, nem cansativas galerias a percorrer, nem muros que te impeçam os passos" e, justamente por isso, torna-se um labirinto como o do rei árabe, onde o internauta talvez não morra de fome ou de sede, mas pode vagar nesse deserto horas e horas sem encontrar sequer um oásis e, pior, pode ainda encontrar cobras e escorpiões.
 
Bibliotecas e internet são instrumentos imprescindíveis à pesquisa científica. Pesquisadores, em geral, utilizam bibliotecas especializadas, organizadas e contando com bibliotecários bem preparados. Quando utilizam a internet, os pesquisadores, via de regra, já tem objetivos bem definidos em mente e buscam informações em revistas eletrônicas especializadas ou portais que agrupam tais revistas, ou ainda em sites de centros de pesquisa. Quando estudantes de pós-graduação se sentem perdidos nesse deserto, recorrem ao seu orientador, que os ajuda a achar seu caminho em meio à vastidão "desértica" de informações.
 
Mas o que se passa com nossas crianças e adolescentes quando recorrem à nossa biblioteca pública municipal? E, pior, quando são soltos no deserto da internet, sem bússola, nem GPS e nem um orientador (que poderia ser o pai, a mãe, um professor ou um bibliotecário) que saiba lhes indicar o caminho e impedir-lhes de se perder, topando com cobras e escorpiões? Sim, o deserto da internet está repleto de armadilhas na qual muitos adultos caem. Imaginem então o que pode se passar com crianças e adolescentes ainda imaturos. Só para dar uma idéia, listo abaixo algumas mensagens (scraps) deixadas na página de mensagens do ORKUT de uma menina de onze anos:

===============================================================
 
"Ola Pessoal, tenho 18 anos sou do Rio de Janeiro. Alguns dias atras, eu e o meu namorado Marcelo, fizemos um filme porno e tiramos varias fotos, se você tiver curiosidade de me ver dando para ele, entre no meu site, você vai adorar minha bundinha!" -> http://www...
 
"Este site é para todos os brasileiros. 200 GALERIAS todos os dias das gatinhas com as melhores bundas do BRASIL, isso mesmo pessoal, e aqui no site o bicho pega, somente videos dos mais lindos e grandes bundas fazendo SEXO ANAL, nao deixe de conferir. Bunda Negra, Bunda Branca, Bunda Gigante, Bunda perfeita, tem tudo VEJA!!!" -> http://www....

"Acesse ao maior conteudo AMADOR CASEIRO da internet, totalmente gratis, mais de 30gb de videos, NAMORADINHAS FUDIDAS, BOQUETE NA BOATE, SEXO NA RUA, GAROTAS DE PROGRAMAS SAFADAS, GAUCHINHAS LINDAS E GOSTOSAS, com certeza vc quer ver tbm, você pode encontrar alguma CONHECIDA, quem sabe aquela Vizinha Gostosa?" -> http://www....
 
"Galera, babadão. Um casal de colegas da faculdade, cairam na besteira de filmar e tirar fotos das suas transas. A porra toda vazou na internet e fizeram um site totalmente dedicado às aventuras deles, Coitada!!!" -> http://www....

"Visite o site -> WWW....
(A maior comunidade erótica do Brasil - Video e Fotos caseiros"

"LINK´S PATROCINADOS:
ACHE SUA GAROTA DE PROGRAMA
http://www... - As melhores Garotas de Programa do Brasil, veja as mais lindas GP's do Sul, as mais gostosas do Nordestes com suas bundas maravilhosas, as de MG, coma uma atriz porno, realize seu sonho, temos uma lista de atrizes pornos que fazem programa, temos GPs de todos os precos, de 50 reais a 10 mil reais, entre e procure a sua preferida - http://www... "

=======================
Comentários

Ciência em Dia

Alexandre Luís de Mello

Alexandre Luís de Mello

Bacharel em Física pela USP, analista de sistemas e empresário na área de informática.

Arquivo