Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O segredo

Quando Estela casou-se, veio morar na casa ao lado da de Anita e as duas se tornaram grandes amigas.

Quando nasceu Zeni, a primeira filha do casal. Anita tomou-se de amores pela menina que passava parte do tempo em sua casa encantando a todos com a sua graça infantil.

Mas, quando nasceu Vilma, a segunda, Estela veio a falecer no parto.

Otávio, o viúvo, viu-se atrapalhado com as duas crianças e acabou deixando-as com Anita até que ele se acomodasse com a situação.

Não demorou muito para que ele viesse a casar-se novamente, só que a nova esposa, Aída, não simpatizou-se com Anita. Achou que Otávio dava muita atenção para ela e que não era certo deixar as crianças na sua casa.

Estas, na sua simplicidade, não entendendo as complicações dos adultos, queriam estar o tempo todo com Anita, não gostavam de Aída o que gerava desentendimentos entre o pai e a madrasta.

Quando Otávio brigava com Aída vinha desabafar com Anita

E, entre os dois começou a despontar algo mais do que amizade o que Anita não se permitia admitir, mas Otávio começou a falar em separação e ela ficou assustada.

Era conservadora. Não queria ser o pivô de uma separação.

Ela sempre tivera uma admiração muito grande pelo Otávio. Chegava a ter fantasias com ele, mas, isso era um segredo que ela guardava avaramente no fundo do coração.

Quando Estela morreu, ela chegou a sonhar em ocupar-lhe o lugar de esposa e mãe, mas desde que Otávio escolheu a outra, continuou guardando seu segredo..

Nunca se interessou por outro homem. Estava conformada de passar a vida inteira só, pois achava que um casamento só valia a pena quando era alicerçado em uma grande paixão, assim como a que ela nutria pelo Otávio.

Achava também que ninguém encontra a felicidade tripudiando sobre os sentimentos alheios e Aida, apesar dos pesares, era apaixonada pelo Otávio.

Resolveu viajar para longe. Começar a vida em outro lugar e deixar que Otávio Aída e as filhas resolvessem seus problemas em paz.

Comentários

Os contos da Maith

Maith

Maith

Escritora amadora, apelidada carinhosamente de bisavó blogueira. Vive em Sorocaba.

Arquivo

30 de abril de 2012

Um rosto barbado

23 de abril de 2012

O ovo da Páscoa

16 de abril de 2012

Pode me chamar de Judas

9 de abril de 2012

Do diário de uma adolescente

2 de abril de 2012

Flores da minha vida