Colunistas

Publicado: Quinta-feira, 11 de março de 2010

O Santos é dez

Crédito: Internet O Santos é dez
Só falta o Santos ser o grande campeão.

Agora quem dá a bola é o Santos. Só para as redes do Naviraiense (10/04/10) foram dez tentos. A torcida do Peixe vibrou na Vila Belmiro e a imprensa esportiva disse que o time revivia os áureos tempos de Pelé. Não é por nada, mas não acham que estamos exagerando?

O Santos joga o futebol mais bonito do Brasil atualmente. Faz um jogo franco, alegre e criativo. É bom ver a equipe atuar, com ou sem Robinho. Na ausência da estrela, Paulo Henrique Ganso e Neimar cuidam de tudo. Mas o que não se pode esquecer, no jogo-treino do dez a zero, é que o rival foi o Naviraiense.

Fundado em 2005, o time do Mato Grosso do Sul disputa atualmente a Série D do Campeonato Brasileiro. Só entrou na Copa do Brasil por ter vencido o campeonato estadual sul-matogrossense ano passado. O que, convenhamos, não é grande coisa. Mérito seria o Santos fazer dez a zero no São Paulo ou no Palmeiras.

Na véspera do fatídico jogo contra os Meninos da Vila, o site do “Jacaré do Cone Sul” (www.naviraiense.com.br) afirmava que o time chegava a Santos “cheio de esperança”. Fico me perguntando o que disse o goleiro à esposa quando chegou em casa. Ou então o clima entre os jogadores na viagem de volta...

Se agora quem dá a bola é o Santos, só falta que ele seja o grande campeão. Na segunda fase do Paulistinha, tudo muda de figura. No esquema do mata-mata não adianta apenas ter a melhor campanha, a melhor defesa ou o melhor artilheiro. Tem que haver concentração e sangue frio também.

 

- Faça seu comentário e mande sua sugestão de assunto para o artigo seguinte!

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo