Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 17 de junho de 2015

O Que Deus Não Pode?

Crédito: Internet O Que Deus Não Pode?
Deus não pode não amar

Eis uma afirmação com a qual as pessoas sempre concordam: Deus é amor (cf. 1Jo 1,8). Criador de todas as coisas, Deus é fonte de tudo o que é bom, belo, positivo e edificante. Pense em algo bom e correto: em última análise, chegaremos à conclusão de que isso vem de Deus.

Deus é o Máximo dos máximos, é o crème de la crème! Ele é o Todo-Poderoso: onisciente (possui o conhecimento de tudo), onipresente (está em todos os lugares) e onipotente (pode tudo, qualquer coisa). Encontramos tais afirmações em vários trechos da Sagrada Escritura, por exemplo no livro de Provérbios (15,11), Jeremias (23,23) e no Evangelho de Mateus (19,36).

Há pelo menos uma coisa, entretanto, que Deus não pode. Algo que os teólogos chamam de "a onipotente debilidade do Amor de Deus". Trata-se de um belo paradoxo: Deus não pode "não amar".

É impossível para Deus deixar de nos amar, por piores que sejam os nossos pecados. É verdade que esses pecados nos afastam e nos separam de Deus. Mas isso acontece por conseqüência das nossas más escolhas e não porque Deus assim deseja.

Então surge uma pergunta: se Deus é assim tão poderoso, fonte de Amor Infinito, por que existe tanto ódio no mundo, desamor e injustiças, violência e barbaridades?

Justamente porque aí chegamos em outra coisa que Deus não pode: Deus não pode desrespeitar a nossa liberdade, o que costumamos chamar de "livre-arbítrio". Quem ama não escraviza. Quem ama respeita a decisão do outro. Quem ama não prende, mas deixa o ser amado livre para fazer as próprias escolhas. Sendo Deus o Amor Supremo, ele se revela para nós e nos permite a chance de escolher se queremos seguir seus mandamentos ou não.

Se há tantas coisas erradas em nosso mundo não é por causa de Deus, mas porque não escolhemos livremente obedecê-Lo e amá-Lo de verdade. Tudo o que é ruim no mundo não vem de Deus, nem é desejado por Ele. É apenas o resultado da nossa própria incoerência, egoísmo e maldade.

Cabe a cada um de nós mudar o próprio coração e voltar-se para Deus. O Criador não vai interferir nisso. Se desejarmos isso de verdade, é claro que o Pai Celeste vai nos ajudar. Mas quem aperta o botão é a gente. Se o mundo anda ruim em muitos aspectos é porque temos apertado os botões errados...

Amém.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo