Colunistas

Publicado: Terça-feira, 4 de dezembro de 2018

O jardineiro da minha história

O jardineiro da minha história

               Hoje acordei com vontade de contar alguma história. Minha mãe adorava contar histórias, ela tinha uma criatividade e imaginação ímpares.

               Vamos lá a essa história que não é minha. Minha somente o jeito de contar.

               “Um dia, o executivo de uma grande empresa contratou, pelo telefone, um jardineiro autônomo para fazer a manutenção do seu jardim.

               Chegando a casa, o executivo viu que ele estava contratando um garoto de apenas 15 ou 16 anos de idade. Contudo, como já estava contratado, ele pediu para que o garoto executasse o serviço.

               Quando terminou, o garoto solicitou ao dono da casa permissão para utilizar o telefone e o executivo não pôde deixar de ouvir a conversa.

               O garoto ligou para uma mulher e perguntou: A senhora está precisando de um jardineiro?

               - Não eu já tenho um foi a resposta.

               - Mas, além de aparar a grama, frisou o garoto, eu também tiro o lixo.

               - Mas o meu jardineiro também faz isso.

               - O garoto insistiu: eu limpo e lubrifico todas as ferramentas no final do serviço.

               - Meu jardineiro também faz isso.

               - Eu faço a programação  e atendimento o mais rápido possível

               - O meu jardineiro sempre me atende prontamente.

               Numa última tentativa o menino arriscou: o meu preço é um dos melhores.

               - Não, disse com voz firme a senhora: muito obrigada, mas o preço do meu jardineiro também é muito bom.

               Desligando o telefone, o executivo disse ao jardineiro: É parece que você não conseguiu um novo cliente.

               É claro que não, respondeu rápido. Eu sou o jardineiro dela. Fiz isso apenas para medir o quanto que está satisfeita comigo.

               Não preciso dizer com que cara o executivo ficou!”

               Em se falando do jardim das afeições, quantos de nós teríamos a coragem de fazer a pesquisa deste jardineiro?

               Será 

Comentários

Varanda da Saudade

Ditinha Schanoski

Ditinha Schanoski

Jornalista ituana, trabalhou no jornal A Federação e é articulista de vários jornais e revistas. Membro da ACADIL, SACI, UARD, Gvcmi e outros grupos. Agraciada com diversos prêmios, como a Medalha Dom Gabriel. Nomeada Profissional Ético de 2014.

Arquivo

11 dias atrás

Dia do Jornalista

25 dias atrás

Vencendo os Limites

11 de março de 2019

Bodas de Ouro

25 de fevereiro de 2019

Sequência de Tragédias