Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O cúmulo do mínimo

Crédito: Internet O cúmulo do mínimo
O cúmulo do mínimo é viver com ele...

Eu sei o que significa ganhar um salário mínimo. Aliás, quando comecei a trabalhar ainda na adolescência, recebia metade disso na informalidade. Como valor de padrão, o salário mínimo até que é uma boa idéia. Afinal, ele determina que nenhum trabalhador pode ser remunerado abaixo de uma soma tal.

Durante toda a noite de ontem (16/02), nossos deputados estiveram reunidos na Câmara Federal. Em Brasilia (DF) discutiram o futuro de brasileiros de todos os Estados, pois tinham que chegar à aprovação do novo valor do salário mínimo para o período de 2011.

Engraçado... Os mesmos deputados que gastaram horas para aprovar o valor do salário do povo, aprovaram aumentos salariais para si mesmos em apenas meia hora, no ano passado, no apagar das luzes do governo anterior. Muito estranho essa postura. Parece que lobos já ditam as regras nos galinheiros...

Segundo o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socio Econômicos) o salário ideal para atender as necessidades da família brasileira, de acordo com os direitos assegurados pela Constituição Federal, deveria ser de R$ 2.194,76. Salário de deputado, certo? Errado. Eles ganham muuuuito mais que isso.

Já no Estado de São Paulo, o governo tucano prometeu criar um salário mínimo estadual de R$ 600,00. Pelo menos são coerentes, já que foi o prometido durante a campanha presidencial do partido. E nesta briga toda sobre valores, o cúmulo do mínimo é mesmo ter que viver com um desses durante o mês...

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo