Colunistas

Publicado: Quinta-feira, 30 de abril de 2009

O Bom Pastor

Tem-se de novo a palavra de João, num estilo bem dele, coloquial por excelência.
Insere-se na liturgia aplicada ao Quarto Domingo da Páscoa.
Capítulo 10.
Versículos de 11 a 18.
 
Naquele tempo, disse Jesus:
“Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas. O mercenário, que não é pastor e não é dono das ovelhas, vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as ataca e dispersa. Pois ele é apenas um mercenário e não se importa com as ovelhas.
Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai.
Eu dou a minha vida pelas ovelhas.
Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil; também elas devo conduzir; elas escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.
É por isso que o Pai me ama, porque dou a minha vida, para depois recebê-la novamente.
Ninguém tira a minha vida, eu a dou por mim mesmo; tenho o poder de entregá-la e tenho o poder de recebê-la novamente; essa é a ordem que recebi de meu Pai”.
 
Em meio a palavras cheias de unção e carinho, é de se deduzir quão complexo terá ressoado esse discurso, em certos trechos.
 
Ininteligíveis ainda, aos ouvintes.
 
Muitas alusões à morte de Jesus, pela vontade do Pai, que ele acolhia com amor, assegurado o seu retorno.
Como entender de fato?
 
Àquela altura, os seguidores ainda não compreendiam tudo, mas se tratava de um modo didático do Mestre, o de avançar aos poucos nos ensinamentos, pois no cenáculo, um dia lhes abriria a mente, por soprar sobre eles, a efetivar-se aí a plenitude do Espírito Santo.
 
Tudo, porém no texto não fala somente de divagações, previsões.
 
O conteúdo deste evangelho é repetitivamente de palavras doces, confortadoras, sinal do infinito amor pelas criaturas, aqui comparadas às ovelhas.
 
Não deixa, porém de advertir quanto ao risco traiçoeiro do pastor falso, que não apenas descuida mas vai adiante e as arrasta para a perdição.
 
Fala Jesus também da abrangência da sua missão, de buscar ovelhas de outros redis.
Ele viera para todos.
 
Cumpre, em suma, aos fiéis todos, - os de hoje – apreender o âmago da lição, quanto a que essa busca de irmãos seja da competência das criaturas de todos os tempos, após a vinda de Jesus.
 
A homens e mulheres de hoje, portanto.
 
Evangelizar.
Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

17 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio