Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O Batismo do Senhor

Domingo, 9 de janeiro. 2011.

“Ano A” na liturgia, que contempla prioritariamente evangelhos de Mateus nas missas dominicais.

Versículos de 13 a 17, do capítulo 3.

*   *   *   *   *

“”  Naquele tempo, Jesus veio da Galileia para o rio Jordão, a fim de se encontrar com João e ser batizado por ele. Mas João protestou, dizendo:

“Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?”

Jesus, porém, respondeu-lhe:

“Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda justiça!”

E João concordou.

Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água. Então o céu se abriu e Jesus viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo pousar sobre ele. E do céu veio uma voz que dizia:

“Este é o meu Filho amado, no qual eu pus o meu agrado”.  “”

*   *   *   *   *

João Batista, em gestos sequentes e imediatos, demonstra de um lado humildade e respeito ao em princípio se negar a batizar Jesus e, de outro lado, ao assumir a postura de disciplina e obediência, porque no final atendeu a ordem superior.

E, após batizado Jesus, eis que pousa sobre Ele o Espírito Santo, em forma de pomba, enquanto uma voz se fez ouvir a proclamar que Aquele era o Filho amado, no qual depositara toda sua complacência.

Momento sagrado e eloquente da manifestação da Trindade Santa, Una e Indivisa.

Mistério que a inteligência humana não refuta, a Igreja mestra consagra em dogma e o cristão reverecia pelo dom da fé.

                                                                                 João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

17 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio