Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Notícias Econômicas-Novidades do início da semana!

Caro leitor, seguindo a tendência da semana passada, o mercado ratificou as estimativas para o crescimento do PIB de 2018, revisando para cima as projeções de inflação deste ano, conforme nossa análise e projeção no artigo anterior.

De acordo com o Relatório Focus do Banco Central:
1 - a mediana das expectativas para o crescimento do PIB de 2017 não se alterou, ficando em 0,70%; as projeções para 2018 apresentaram alta, passando de 2,38% para 2,43%;
2 - a mediana das expectativas para o IPCA para 2017 foi ajustada para cima, passando de uma alta de 2,95% para outra de 2,98%;
3 - as expectativas para a mediana da taxa Selic permaneceram em 7,0% para ambos os anos e as projeções medianas para a taxa de cambio ficaram em R$/US$ 3,16 para o final deste ano.

O IGP-DI subiu 0,62% em setembro, de acordo com os dados divulgados pela FGV que pode ser justificada basicamente pelos produtos agrícolas no atacado. No mesmo sentido, o IPA industrial avançou 1,05% neste mês, refletindo a elevação dos preços do diesel nas refinarias. Ademais, o IPC, recuou e o INCC elevou-se novamente (+0,6%). O IPCA mostrou alta de 0,16% em setembro, sobretudo devido a alimentação e despesas pessoais, segundo os dados divulgados pelo IBGE. Com esse resultado, o IGP-M, que aumento 0,47% em setembro, acumula deflação de 1,45% nos últimos doze meses, ou seja, ainda sem reajustes nos contratos de aluguel e outros indexados pelo índice.

Conforme retratado ao leitor anteriormente, os dados indicam recuperação de atividade, mesmo com recuo da produção industrial do mês passado, sendo contrabalanceado com a progressão da indústria de bens de capital, o que implica na volta do crescimento do investimento.
Isto posto, o cenário segue favorável.

Comentários

Economia & Finanças

Thiago Flores

Thiago Flores

Thiago Flores é Administrador - EAESP-FGV, Mestre em Economia de Negócios - EESP - FGV, Mestre em Finanças - IBMEC/INSPER - SP, Consultor de empresas e CFO à FF Consult ®.

Arquivo